Esportes

    Em vídeo, presidente do Rio Branco FC anuncia contratação do goleiro Bruno, ex-Flamengo

    Através de publicação na página oficial do Estrelão, Valdemar Neto diz que goleiro chega ao Acre esta semana para defender clube nas competições do restante da temporada

    O presidente do Rio Branco FC, Valdemar Neto, confirmou na noite deste domingo (26), em vídeo publicado na página oficial do clube no Instagram, que o Estrelão fechou a contratação do goleiro Bruno Fernandes, 35 anos, ex-Flamengo, que atualmente estava sem clube.

    No vídeo, o dirigente do Alvirrubro destaca a contratação como a principal do ano e, talvez, uma das principais da história do Rio Branco FC. O experiente jogador é o primeiro reforço confirmado após a contratação do treinador João Mota.

    – Olá, torcida rio-branquina e todos aqueles que seguem o Rio Branco nas redes sociais. Quero comunicar a vocês a mais nova contratação do Rio Branco. Eu digo, a maior contratação do Rio Branco esse ano e uma das maiores de sua história. Trata-se do goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo, que chega na nossa capital essa semana pra vir compor o elenco do Rio Branco nessa temporada.

    Segundo Valdemar Neto, o goleiro Bruno será aproveitado em todas as competições que o Rio Branco FC ainda tem a disputar na temporada: segundo turno do Campeonato Acreano, Campeonato Brasileiro da Série D e Copa Verde.

    rbfcValdemar Neto, presidente do Rio Branco-AC, anuncia contratação do goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo - Foto/Reprodução

    Antes do encerramento do vídeo, o presidente do Estrelão deixou um recado para o reforço para o gol do Estrelão.

    – Quero desejar ao Bruno Fernandes boas-vindas, que a gente consiga levar o título do Acreano e o acesso à Série C.

    Campeão brasileiro defendendo o Flamengo em 2009, Bruno foi preso em setembro de 2010 e condenado em março de 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio, pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, mas esta pena foi extinta, pois a Justiça entendeu que o crime prescreveu sem ser julgado em segunda instância. As penas válidas somadas são de 20 anos e nove meses.

    O goleiro cumpria pena em regime semiaberto domiciliar em Varginha, onde estava desde abril de 2017. Ele conseguiu a progressão de pena em 19 de julho de 2019, após uma decisão da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais do município. Transferido há quatro meses, ele atualmente reside em Cabo Frio (RJ).

    Image
    Image

    logo news2