Esportes

    Apresentado, novo técnico do Rio Branco FC fala sobre desafio: “Temos que retomar a moral”

    Ico comandou primeiro treino no CT José de Melo na tarde desta terça-feira. Ele comenta sobre nova passagem pelo Estrelão, destaca objetivos para returno e estilo de trabalho

    O novo técnico do Rio Branco FC, o ex-meia Ico, de 47 anos, foi apresentado no CT José de Melo, na capital acreana, na tarde desta terça-feira (11). Após a eliminação do Estrelão do primeiro turno do Campeonato Acreano e a uma provável desistência do Alvirrubro da Série D, o principal objetivo nesse momento será a reconstrução do time para o segundo turno do estadual.

    O treinador, que foi campeão acreano como técnico do Estrelão na temporada 2011, considera assumir o Rio Branco FC em meio ao estadual um desafio, até pela questão da autoestima dos jogadores.

    - Um novo desafio de levantar os ânimos. Com certeza, os jogadores precisam estar com autoestima elevada, é um desafio muito árduo porque nós estamos no decorrer do campeonato - diz.

    Mas no returno, Ico quer mudar a história escrita no primeiro turno e levar o Rio Branco FC a resultados melhores dos que foram apresentados pelo ex-técnico Luciano Chequini, que deixou o cargo com 75% de aproveitamento. Segundo ele, é preciso que o Estrelão retome a moral dentro de campo.

    - É a nossa expectativa, que o segundo turno possa ser diferente. O primeiro turno ficou marcado por umas coisas que aconteceram no futebol acreano, principalmente uma equipe de expressão que é o Rio Branco e nós temos que retomar a moral que o Rio Branco tem - afirma.

    Sem trabalhar na função desde 2015, quando comandou a Adesg no Acreano da 2ª divisão, o treinador procurou se aperfeiçoar para a função e acompanhar a modernização no futebol. O esquema tático preferido é o 4-4-2, mas dependendo do elenco e da situação de cada partida, também deve usar o 4-3-3.

    - No tempo que estive parado tenho me atualizado muito sobre a modernização do futebol. Gosto de jogar no 4-4-2, que é o tradicional, que ninguém nunca perde, não inventa muito, acredito que o futebol simples é o melhor que tem, e assim a gente joga no seguro. Se eles assimilarem isso, no decorrer do campeonato, dependendo da equipe, a gente pode jogar no 4-3-3. Depende muito de cada jogo - diz.

    O Estrelão ficou em terceiro lugar no grupo A com nove pontos em quatro partidas e ficou fora das semifinais do turno. O Alvirrubro aguarda a divulgação da tabela do segundo turno do estadual para saber quando volta a campo.

    Image
    Image