Edvaldo critica Energisa e diz que empresa precisa ser investigada

Deputado Edvaldo Magalhães – Foto: Agência Aleac

Em discurso durante sessão desta terça-feira (16) o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) fez duras críticas à Energisa. O parlamentar destacou que venderam a Eletroacre com a promessa de que a empresa que a adquirisse iria promover melhorias na qualidade da energia no Estado. No entanto, ele ressaltou que tanto o serviço teve uma queda na qualidade, como os valores praticados ficaram exorbitantes.

Magalhães acrescentou que a Eletroacre foi vendida sob a promessa de que a nova empresa que a assumisse iria promover uma gestão eficiente e melhora na qualidade do serviço oferecido. Ele criticou o fato de terem leiloado um patrimônio do povo acreano por apenas R$ 50 mil a uma empresa que agora vira as costas para o consumidor.

“Defendiam que bastava privatizar a Eletroacre que os problemas seriam resolvidos. Prometeram uma empresa que iria modernizar o serviço de atendimento, a qualidade da energia no Estado, no entanto, o que temos hoje é um total desrespeito por parte dos gestores da Energisa, que viram as costas para o povo acreano e praticam preços abusivos”, criticou.

Edvaldo Magalhães fez duras críticas ao aumento de 21% na tarifa elétrica, seguido por mais 21% pouco tempo depois. Ele garantiu àqueles que esperam que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) não dê em nada, que as investigações serão feitas até o fim e que ele, ao lado de outros parlamentares irão lutar para que seja retirada toda cobrança indevida.

“Estão tirando os couros do consumidor acreano. Estão explorando a população ao cobrarem esses preços abusivos. Aqueles que acham que a CPI não vai dar em nada, coloquem uma pulga atrás da orelha, porque tem sim algo errado acontecendo e nós deputados iremos tomar uma medida contra isso”, concluiu.

Agência Aleac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *