Com mais de 50 membros, Airsoft completa dois anos no AC com ‘operação’ comemorativa

Airsoft é um esporte de simulação de combate de guerra – Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Um jogo de movimentação, inteligência e, principalmente, precisão em cada tiro. O Airsoft é um esporte de simulação de combate de guerra. Os membros das equipes se vestem com uniformes militares e atiram nos adversários em busca de objetivos preestabelecidos. Ganha a equipe que cumprir todas as missões dentro do tempo que compreende cada partida. O jogo, que tem origem japonesa, criado entre as décadas de 70 e 80, completa dois anos no Acre. Como forma de comemorar a data, no último domingo (14), no Parque de Exposições, em Rio Branco, capital acreana, foi realizada a “Operação Red Line”, evento que contou com a participação de cerca de 100 pessoas.

A ideia de praticar essa modalidade no estado surgiu através de um projeto de extensão dentro do curso de educação física da Universidade Federal do Acre (Ufac), através do professor Carlos Ferreira.

– Foi uma ideia que tive para ter o tiro ao alvo dentro da universidade. Então, procurando as armas possíveis, descobri as armas de Airsoft e comecei a estudar como que é essa modalidade de esporte. A partir daí que foi criado o Airsof em nível de curso de extensão da Universidade Federal do Acre, juntamente com o curso de educação física.

– Hoje temos 54 operadores (jogadores), mas começamos com 10 e 12. Então, era bem poucas pessoas e hoje se expandiu.

O esporte é legalizado no Brasil. As armas usadas, apesar de serem parecidas com as verdades, utilizam diferentes mecanismos que não colocam as vidas das pessoas em risco. Além dos integrantes das equipes, participam dos jogos fiscais, médicos, e até uma viatura fazendo rondas. Tudo simulação. E o esporte não tem participação apenas de homens.

– É um jogo que pode jogado por homens e mulheres. Eu conheci através do professor Carlos, sempre via nas redes sociais dele. De repente, achei aquilo muito interessante, ele me convidou, fui participar e amei – diz a professora de educação física Geovangela Alves.

A operação festiva pelos dois anos da instalação do esporte no estado contou com a participação do youtuber Jhon Zambrota, que viaja o Brasil inteiro jogando.

– O lugar mais norte do Brasil que eu vim até hoje, tô impressionado pela recepção da galera, todo mundo muito educado e é muito bacana. Essa conexão que é importante por Airsoft disseminar culturas, conhecer novas pessoas e fazer novas amizades. Tô bem feliz – afirmou o youtuber.

Para praticar o esporte é necessário o uso de equipamentos obrigatórios (foto abaixo): pano vermelho (que o jogador utiliza para identificar que foi atingido); ataduras (representam o curativo); óculos de proteção; armas de Airsoft; e rádio comunicador (para contato entre as equipes).

Globoesporte.com/ac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *