Cidade

Cidade

Com a presença de Leandro Karnal, MPAC anuncia práticas vencedoras

Em cerimônia realizada nesta segunda-feira (21), no Teatro Universitário da Universidade Federal do Acre (Ufac), o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) revelou os projetos vencedores da 2ª edição do Prêmio de Gestão e Inovação, uma iniciativa que visa valorizar e reconhecer práticas internas bem-sucedidas.

O evento contou ainda com a presença do historiador e escritor Leandro Karnal, que ministrou uma palestra aos servidores, membros e convidados sobre a cidadania e o serviço público. Intelectual consagrado, Karnal é um dos palestrantes mais requisitados em eventos de instituições públicas e do setor privado, além de ser uma das personalidades mais seguidas na internet e ter seus livros na lista dos mais vendidos.

Coordenado pela Diretoria de Planejamento, o prêmio é um instrumento instituído pelo MP acreano com o objetivo de prestigiar e dar visibilidade a projetos executados em seus diversos órgãos, desde que alinhados ao planejamento estratégico e que contribuam para melhorar a eficácia, eficiência e efetividade institucional.

As práticas foram inscritas no Banco de Projetos, uma plataforma que conta atualmente com 83 projetos cadastrados. Desses, 37 estavam aptos para concorrer. A avaliação foi feita por uma comissão julgadora formada por 12 pessoas, entre as quais representantes de instituições públicas, entidades e conselhos de classe e a sociedade civil.

O prêmio contemplou 21 trabalhos, distribuídos em sete categorias, sendo premiados o primeiro, segundo e terceiro lugar de cada uma. São elas: Cidadania; Criminal; Criança e Adolescente; Meio Ambiente, Urbanismo e Habitação; Patrimônio Público e Social, Institucional; e Gestão com Pessoas, Comunicação, Tecnologia da Informação, Infraestrutura e Recursos.

Diante de autoridades dos três poderes e convidados, a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, entregou certificados e placas de reconhecimento aos projetos que mais se destacaram para o fortalecimento e o aperfeiçoamento institucional. Entusiasmada, Kátia Rejane destacou a atuação resolutiva do Ministério ao dizer que a instituição trabalha com visão de futuro, na defesa da sociedade, no combate à corrupção e criminalidade e na garantia de implementação de políticas públicas.

“Todas as nossas ações institucionais são permeadas pela resolutividade, transparência, proatividade, inovação e cooperação. Os projetos selecionados comunicam-se com o planejamento estratégico da instituição que recentemente foi revisitado para melhor atender os anseios da sociedade. Nosso mapa estratégico tem como características a modernidade e a transversalidade”, disse.

Katia Rejane destacou ainda que é imprescindível assegurar a disponibilidade e aplicação eficiente dos recursos orçamentários, estabelecer gestão administrativa compartilhada e padronizada, fortalecer os processos de comunicação com a sociedade e promover a gestão por competências e qualidade de vida no trabalho, finalizou a procuradora-geral em seu discurso na abertura do evento.

Embora voltado para o público interno, a solenidade foi muito prestigiada por autoridades civis e militares, como membros dos Ministérios Públicos Federal e do Trabalho, juízes e desembargadores, parlamentares e representantes do Executivo.

Transformação social

A procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rego, falou em nome dos agraciados pelo prêmio, ela destacou que os projetos premiados fazem parte de um esforço coletivo do MPAC no sentido de fazer algo diferente e alcançar resultados para a sociedade.

“Não existe garantia de direitos fundamentais sem fazer transformação social. Essa é a afirmação de que temos o compromisso de transformar a realidade do nosso país”, disse a procuradora de Justiça.

Projetos vencedores

Categoria: Cidadania
1º lugar: Jovem Aprendiz
2º lugar: Síndrome Alcoólica Fetal: Conhecer para prevenir
3º lugar: Cidades Acessíveis

Categoria: Criança e Adolescente
1º lugar: Coletivo Transforma Juventude
2º lugar: Conexão SINASE
3º lugar: Refazendo Trilhas: Um novo olhar sobre a socioeducação

Categoria: Criminal
1º lugar: Narco
2º lugar: Alegria por um dia
3º lugar: Anuário sobre violência e criminalidade no Estado do Acre

Categoria: Institucional
1º lugar: Diálogos Intersetoriais: Natera na atuação integrada e resolutiva
2º lugar: Promotoria Modelo ou Manual de Gestão de Mudança de Processos e Boas Práticas da Promotoria de Justiça
3º lugar: Prêmio de Jornalismo

Categoria: Meio Ambiente
1º lugar: Juntos Mudamos o Mundo #sejasustentável
2º lugar: Observatório das Políticas Públicas de Variações Climáticas do Estado do Acre - OBCLIMAC
3º lugar: Crise Hídrica, NÃO!

Categoria: Patrimônio Público e Social
1º lugar: MP Atitude - Pequenas ações transformam o mundo
2º lugar: #transparênciadigital
3º lugar: Preservação a memória acreana

Categoria: Pessoas, Comunicação, Tecnologia da Informação, Recursos
1º lugar: Transparência na Rede: Gestão de conteúdo, monitoramento e atendimento do instagram do MPAC
2º lugar: Aplicativo Cidades Acessíveis
3º lugar: Inovação em Gestão de Processo na Unidade Administrativa de CZS.


gow banner p20