Assassinatos caem 21,8% no 1º trimestre no Acre e Estado recua para 7ª maior taxa do país

Estado registrou 86 mortes violentas nos meses janeiro, fevereiro e março deste ano – Foto: Reprodução/Folha do Acre

Dados do Monitor da Violência, divulgados nesta segunda-feira (13), mostram que o Acre segue a tendência dos dois primeiros meses e continua apresentando redução no número de mortes violentas.

O Estado registrou uma queda de 21,8% nas mortes violentas no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Com a redução dos casos, o Estado saiu da segunda maior taxa de mortes do país, no primeiro bimestre deste ano, para a sétima colocação no ranking dos estados, com uma taxa de 2.8. O Estado que aparece em primeiro lugar é o Rio Grande do Norte, com taxa de 3.9.

O G1 entrou em contato com o secretário de Segurança Pública do Acre, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

Conforme o levantamento, o Estado teve 86 mortes violentas em janeiro, fevereiro e março deste ano. No mesmo período de 2018, houve 110 assassinatos. Apesar da redução, o número de assassinatos continua alto, se comparado ao número de habitantes.

A tendência de queda nos homicídios do país foi antecipada pelo G1 no balanço dos dois primeiros meses do ano, que apresentaram redução de 24,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

A ferramenta criada pelo G1 permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país. Estão contabilizadas as vítimas de homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Juntos, estes casos compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

Em 2019, no mês de janeiro foram registradas 32 mortes violentas, já em fevereiro foram 29 e março 25 casos. No mês de janeiro do ano passado foram 51 homicídios, em fevereiro de 2018 foram 30 e março 29.

Dados nacionais

No Brasil a queda foi de 24% nas mortes violentas no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Isso quer dizer que o país teve 3,2 mil mortes violentas a menos em janeiro, fevereiro e março deste ano em relação a 2018.

De acordo com o novo levantamento, houve 10.324 mortes violentas no primeiro trimestre deste ano. Apenas o Paraná não informa os dados deste intervalo de tempo. Já no mesmo período de 2018, houve 13.552 assassinatos — também desconsiderando o Paraná, para que seja feita a comparação.

Todos os estados do país apresentaram redução de assassinatos no 1º trimestre. Segundo o levantamento, os estados do Ceará, Amapá, Sergipe e Rio Grande do Norte tiveram quedas superiores a 30%. Em números absolutos, o estado com a maior redução foi o Ceará, com 691 vítimas a menos que no ano passado.

Portal G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *