Amac e Grupo Energisa apresentam programa de iluminação pública para prefeitos acreanos

Cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul serão as primeiras atendidas pelo programa – Foto: Fagner Delgado

O Grupo Energisa apresentou na tarde desta sexta-feira, 17, para os prefeitos acreanos, o Programa de Eficiência Energética (PEE). A reunião foi comandada pela prefeita de Rio Branco e presidente da Associação dos Municípios do Acre (Amac), Socorro Neri.

Realizado por meio de chamada pública e regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o objetivo do PEE é promover a melhoria e modernização da iluminação pública das cidades com a troca de equipamentos e tecnologias, como por exemplo, a substituição de lâmpadas quentes por lâmpadas de led, que são mais econômicas e iluminam mais.

As cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul serão as primeiras atendidas pelo programa e juntas vão receber um investimento de aproximadamente R$ 5 milhões. O diretor-técnico da Energisa, Ricardo Xavier, explicou aos prefeitos como é possível e quais as condições para os municípios terem acesso ao programa. Até julho uma nova chamada pública será realizada para comtemplar outras quatro cidades acreanas. “Nós vamos fazer o programa por fases, essa primeira vai atender as duas maiores cidades do Acre, Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Hoje é o nosso primeiro contato com os demais municípios acreanos, via Amac, e muito em breve nós esperamos estabelecer parcerias com todas as prefeituras”, finalizou.

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, disse que a iniciativa da Amac e da Energisa em apresentar o programa para todos os prefeitos veio no momento certo, por conta das dificuldades econômicas que os municípios enfrentam. “Eu vejo isso com muito carinho e nós esperamos que o nosso município seja contemplado. É um aporte financeiro significativo, que não teríamos, sozinhos, condições de investir em nossas cidades”.

Fernanda Hassem, prefeita de Brasileia, disse que a questão da iluminação pública afeta todas as cidades do estado. “Iluminação pública tem sido um tema delicado para nós gestores, porque a gente tem feito tudo que é possível para viabilizar as responsabilidades que temos nesse momento tão difícil que vive o país. Com a apresentação desse programa a gente já enxerga de imediato uma praticidade, uma durabilidade e uma economia importante. Nós vamos estudar a proposta e o município de Brasileia, se Deus quiser, será um dos próximos beneficiados”, destacou.

A prefeita Socorro Neri falou sobre a execução do PEE na capital acreana que vai atender cerca de 2.700 pontos da cidade e será iniciada nos próximos dias. Ainda de acordo com a prefeita, sua gestão está concluindo uma proposta para captação de recursos para estender a medida para todos os quase 42 mil pontos de iluminação pública na cidade. A troca dos equipamentos deve gerar uma economia anual de R$ 750 mil aos cofres do município e cerca de 1,6 milhão de quilowatts/ano.

“A iluminação pública de fato é um problema em todos os municípios do nosso estado. A fonte de financiamento que é a Cosip [Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública] tem sido suficiente, em alguns casos, somente para pagar a conta de energia da iluminação pública, e em outros casos nem para isso tem sido suficiente. De modo que os municípios tem tido grande dificuldade em fazer a modernização do sistema e até mesmo na substituição de lâmpadas e peças. Essa parceria com a Energisa, e a possibilidade aberta pela Caixa Econômica Federal de uma linha de crédito específica para a iluminação pública, nos dá perspectivas de poder encaminhar soluções adequadas para os nossos municípios”, finalizou.

Assessoria PMRB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *