Vamos mudar para investirmos na educação e combatermos o desemprego e a violência”, diz Gladson

A educação é a saída para conter os índices de desemprego e violência. Esse é um dos eixos que o candidato ao governo do estado pela coligação Mudança e Competência, Gladson Cameli, norteará sua gestão ao ser eleito. “Quando o desemprego aparece, imediatamente, a violência cresce. E o melhor remédio para combater esses dois problemas chama-se educação”, reforça ele, acrescentando que essa é uma de suas metas e a de seu vice, Major Rocha.

Investimentos na educação serão estratégicos para combater a criminalidade no Estado, aponta Gladson. De acordo com o candidato é preciso reestruturar o setor no Acre e valorizar quem faz a educação: o professor. Ele garantiu ainda que as escolas de tempo integral receberão atenção especial tanto na manutenção da qualidade do ensino quanto na implantação de novas unidades, inclusive nos municípios do interior.

“As soluções para os problemas educacionais não passam apenas pela infraestrutura, mas, principalmente, pela valorização dos profissionais da área.  “Em todos os lugares, a educação é fator de transformação e aqui não é diferente. Os professores são responsáveis por tudo que existe de melhor no nosso estado”, disse o candidato.

Gladson também tem destacado que quando há vontade de fazer, somada a capacidade de realização, é possível transformar para melhor a vida das pessoas. Para ele, é essencial para manter os jovens longe das drogas haver programas de governo oferecendo atividades extracurriculares e mantendo os estudantes dentro das escolas. Sua ideia é ocupar o tempo ocioso da juventude com atividades benéficas, construtivas e que no futuro ajude na geração de emprego e renda.

Cameli tem dito também estar ciente de que não dá para fazer tudo em quatro anos. Mas, ele garante que fará muita coisa para mudar a situação atual do estado.

“Com os recursos disponíveis e que estão sendo desperdiçados, bem como com recursos que podemos buscar nos ministérios, podemos tirar o Acre dessa decadência. Está chegando a hora de comparar e votar: pelos nossos jovens, pela reestruturação das nossas escolas, pela expansão das escolas de tempo integral, pelo crescimento novamente, pela qualidade da educação no ranking nacional. Estou preparado para fazer a mudança que o Acre precisa”, finalizou Gladson Cameli.

Assessoria