Vamos falar sobre cinema!

Ao todo, serão 26 trabalhos, divididos entre resenhas, críticas, relatos de experiência e de gestão política e resumos de pesquisa – Foto: Cedida

Mostra de Trabalhos Textuais da Semana do Cinema Possível acontece nesta quinta e sexta-feira na UFAC

Andressa Mendes

A Mostra de Trabalho Textuais, parte das atividades da I Semana do Cinema Possível, vai reunir diferentes perspectivas para o audiovisual. Ao todo, serão 26 trabalhos, divididos entre resenhas, críticas, relatos de experiência e de gestão política e resumos de pesquisa, que serão apresentados nesta quinta (14) e sexta-feira (15), no Centro de Convenções da UFAC, a partir das 8horas.

Nesta quinta-feira (14), serão apresentados os trabalhos inscritos nos grupos “Cinema e Educação”, coordenado pela professora Simone de Souza Lima; e “Comunicações Livres”, coordenado pela professora Giselle Lucena. Os grupos “Cinema, Comunicação e Identidade”, coordenado pelos professores Francielle Modesto e Aquinei Timóteo; e “Cinema, História e Memória”, coordenado pelo professor Wlisses Farias, ficam para a sexta-feira (15). Para Wlisses Farias a expectativa sobre apresentações é grande. “Esperamos que os trabalhos sejam bem apresentados e impulsionem os debates nos grupos”, afirma.

Bleno Caleb, acadêmico do curso de Jornalismo, vai relatar a experiência de produção do documentário “A Semente de Nazira”, produzido juntamente com dois amigos. Na obra, são retratados os avanços do agronegócio. “Decidimos contar a história de uma produtora orgânica de Rio Branco e mostrar o fator humano do Trabalhador Rural. Acreditamos que dona Nazira lança uma semente de que é possível produzir sem destruir”, conta. Segundo ele, desde que o documentário foi produzido, ele os amigos participam de mostras, congressos e editais com o objetivo de alcançar um número maior de pessoas. “Queremos fortalecer a produção audiovisual independente, assim damos voz a quem não tem espaço na mídia tradicional”, reitera.

Veriana Ribeiro é uma das coordenadoras da I Semana do Cinema Possível no Acre e também vai participar da Mostra de Trabalhos Textuais, apresentando a experiência dos sete anos de atuação junto ao Cineclube Opiniões: “Estou muito empolgada para a mostra de trabalho textuais. Fiz um relato sobre a experiência cineclubista, atuamos em Rio Branco fazendo eventos, reuniões, debates e a intenção foi fazer um resgate dessa história”, explica.

A atividade é uma parceria do Cineclube Opiniões e a UFAC. O intuito é trocar vivências de profissionais, alunos, pesquisadores e público em geral. Ao final da mostra, os 26 trabalhos aprovados serão publicados em E-BOOK.

A I Semana do Cinema Possível teve início na última segunda-feira e encerra no sábado, dia 15. A programação inclui mostras de filmes, oficinas, cursos, entre outros. Para saber mais, acesse: http://www.cineclubeopinioes.org/.

*Acadêmica de Jornalismo/UFAC, sob a orientação de Giselle Lucena.