Sinjac protocola Representação no Tribunal de Ética da OAB contra advogado que ofendeu jornalistas

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Acre, Victor Augusto Nogueira de Farias, acompanhado da jornalista Júnia Vasconcelos, protocolou na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Acre, a Representação contra o advogado que lançou ataques homofóbicos contra Júnia e chamou todas as profissionais da imprensa de garotas de programa, numa rede social formada por operadores do Direito.

“Lamentamos muito que alguém que deveria garantir os direitos das pessoas tenha cometido tal ato não só com nossas profissionais, mas com mulheres de uma forma geral, além de explicações cheias de deboches, como se tivesse a certeza da impunidade. O Sinjac e suas profissionais não aceitarão essa violência. O que for permitido dentro da esfera jurídica nós iremos lutar pela garantia dos direitos coletivos e acima de tudo, pelo respeito”, disse Victor.

A jornalista Júnia Vasconcelos, assim como as demais profissionais ofendidas, estão procurando as delegacias e registrando boletins de ocorrência contra o advogado.

Entenda o caso

Na última sexta (10), um advogado, em um grupo de rede social denominado Advogados do Acre, composto por mais de duzentos operadores do Direito, atacou a jornalista Júnia Vasconcelos, com termos chulos e pejorativos, colocando em dúvida sua capacidade profissional e sua sexualidade. Além disso, o advogado ressalta que toda a categoria era ligada a uma rede de prostituição.

Assessoria Sinjac