Semana do Aleitamento Materno: Rio Branco realiza Hora do Mamaço

Evento foi realizado na manhã de ontem no entorno do Lago da Universidade Federal do Acre – Fotos: Marcos Vicentti

Para lembrar a importância do aleitamento materno, mães com seus bebês, enfermeiros, técnicos, pediatras e demais profissionais da saúde estiveram reunidos no ato público “Hora do Mamaço”, na manhã de ontem, no entorno do Lago da Universidade Federal do Acre (UFAC). Realizado pela Prefeitura de Rio Branco, através da Área Técnica da Mulher, Criança e Adolescente, da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), a “Hora do Mamaço” faz parte do calendário de Rio Branco e foi inserido na programação da Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM).

“A nossa intenção é que os profissionais possam dialogar com as mães tanto na gestação quanto na pós-gestação e acompanhar o desenvolvimento da criança, o que tem gerado mais qualidade de vida a nossas crianças”, disse Oteniel Almeida, secretário Municipal de Saúde, ao lembra a importância da Semana do Aleitamento Materno. Mais de 4 mil mulheres são atendidas pelo pré-natal na rede municipal de saúde.

A Hora do Mamaço resulta da parceria entre a prefeitura, governo do Estado e parceiros, como a UFAC que sediou o ato público. “Estamos muito feliz em receber a Hora do Mamaço, pois amamentar é um ato de amor. Este é um dia a ser comemorado”, ressaltou a professora Guida Aquino, vice-reitora da universidade e doutora em assistência pré-natal.

Hora do Mamaço

O ato da amamentação é ainda visto com discriminação e na busca de combater o preconceito contra amamentação em locais públicos, o prefeito Marcus Alexandre sancionou em dezembro do ano passado a lei que estabelece a Hora do Mamaço, de autoria da ex-vereadora Rose Costa.

Hora do Mamaço resulta da parceria entre a prefeitura, governo do Estado e parceiros

Dentre as participantes estava Elisângela Mendonça, mãe da recém-nascida Elisa, de apenas 10 dias. Elisângela conta que, nessa que foi a sua terceira gestação, passou por momentos difíceis, mas que todo o processo se tornou mais ameno graças ao atendimento que recebe na Unidade Básica de Saúde Francisco Eduardo de Paiva, localizada no Rui Lino.

“Sofri com pressão alta na gestação e na hora do parto, mas a orientação e o acompanhamento que recebo na minha unidade de saúde fez toda diferença. Já tinha dois filhos, mas com a Elisa tem sido tudo diferente e novo. Esse trabalho de acompanhamento tem sido muito importante”, completou Elisângela.

Luana Lima, que também é atendida na Unidade Básica de Saúde Francisco Eduardo de Paiva, mãe do Yuri de um ano e quatro meses, conta que o apoio e orientações a levaram a cuidar bem do primeiro filho e a entender a importância de amamentar. “Muitos acham feio quando damos de mamar a um filho já grande. Meu filho teve amamentação exclusiva até os 06 meses e ainda hoje mama todos os dias, onde e quando ele precisa. Ajuda na saúde e no crescimento dele”, ressaltou.

Ações de aleitamento

Para Teresa Mont’Alverne, coordenadora da Área Técnica da Mulher, Criança e Adolescente da SEMSA e responsável pela Semana do Aleitamento Materno em Rio Branco, o evento se faz necessário à medida que leva à população mais informações sobre a amamentação. “É importante para mãe, para criança e para todos nós. Todas as nossas ações estão sendo positivas. As mães e os familiares estão comparecendo ao longo de todo nossa programação”, avaliou.

A programação da Semana Mundial do Aleitamento Materno se encerra nesta segunda-feira, 07, mas, para promover o “Agosto Dourado”, que passou a ser lei em abril de 2017, instituindo este período como o mês do aleitamento materno, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) intensifica as ações de aleitamento materno, nas unidades básicas de saúde da capital ao longo de todo o mês.

Assessoria PMRB