Secretaria de Pequenos Negócios realiza atualização cadastral de artesãos

Na oportunidade, será feita uma triagem com os profissionais para identificar os artesãos que desejam se tornar fornecedores para o estado e a partir daí identificar o perfil de cada profissional – Foto: Sérgio Vale

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN), convida os artesãos cadastrados em todo o estado a comparecer à sede da secretaria para realizar uma atualização cadastral. Na oportunidade, será feita uma triagem com os profissionais para identificar os artesãos que desejam se tornar fornecedores para o estado e a partir daí identificar o perfil de cada profissional com relação à qualidade e capacidade de produção.

Para o coordenador Estadual do Artesanato Acreano, Wanderson Lopes, a meta é dar maior visibilidade aos tralhados desses profissionais, visando fomentar a comercialização dos produtos.

“Estamos realizando uma triagem com todos os profissionais do setor em todo o estado, para manter nosso banco de dados atualizado e assim podermos assistir mais de perto cada um. A partir desse levantamento, iremos auxiliá-los na comercialização de seus produtos. Para nós, da secretaria, é gratificante poder articular essas negociações e acompanhar o desenvolvimento dos artesãos”, disse o coordenador.

O chamamento visa catalogar a produção de cada profissional do artesanato por tipologia do que é produzido no Acre e a partir daí identificar os artesãos que desejam se tornar fornecedores para o estado. A partir da coleta dessas informações, será lançada uma chamada pública, no próximo mês de maio.

Os profissionais podem comparecer na Coordenação de Artesanato na Sepn localizada na Rua Cel. João Donato, 125, bairro Ipase, no horário de 7 às 13 horas.

Participação de artesãos acreanos no 10º Salão do Artesanato, em Brasília – Foto: Cedida

Apoio

Mais de 1500 artesãos estão cadastrados em todo o Estado, junto à Sepn e estão inseridos no Programa de Apoio aos Pequenos Negócios, desenvolvido pelo governo do Estado. Com isso, os artesãos recebem capacitação, acompanhamento técnico e equipamentos básicos para desenvolverem as atividades, além de poderem participar de feiras nacionais.

O programa de artesanato acreano, com apenas sete anos de existência, beneficia artesãos nas 22 cidades acreanas, a meta da coordenação é cadastrar três mil até o fim deste ano, gerando novas oportunidades de emprego e renda para as famílias e aquecimento da economia local.

Ao todo, o governo já investiu mais de R$ 30 milhões nos Pequenos Negócios.

A atividade

O artesanato é uma atividade universal, que se diferencia no modo de fazer, no material empregado e nas formas ou padrões empregados em cada época e região, e envolve algumas técnicas manuais, o que torna o profissional um artista, pois seus produtos são considerados obras de arte. Desenvolvido também nas comunidades indígenas, o artesanato se destaca pela riqueza de cores e beleza, e possui grande valor artístico, pois representa a expressão das diferentes culturas dos povos nativos.

Agência Notícias do Acre