Quase 80% do empresariado local acredita em melhoria nas vendas para segundo semestre, diz Fecomércio/AC

Ao menos 78% dos empresários da capital acreana têm uma boa expectativa para as comercializações ao longo do segundo semestre de 2017, mas, destes, 49% ainda entendem a substancialidade dos sinais de recuperação evidenciados até agora. Os dados são de pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC) por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac) entre os últimos dias 26 e 30 de junho. Mais de 260 empresários do comércio do varejo de bens e serviços foram entrevistados.

Dos 22% que não acreditam em melhora de mercado no semestre iniciado, 31% debitam uma convivência em crise política ainda por mais tempo. Mesmo assim, otimismo do empresário sobrepõe o pessimismo de mercado, haja vista que 60% têm a expectativa de que as vendas no segundo semestre de 2017 devam alcançar níveis superiores de aproximadamente 10% em relação ao primeiro semestre do ano.

Além disso, 26% dos empresários apostam em movimento de vendas equivalente ao primeiro semestre. Somados aos 60% otimistas, a pesquisa conclui que 86% se mostram confiantes para os negócios de no segundo semestre do ano em curso. Com relação ao movimento de vendas no primeiro semestre do ano, 26% dos empresários de Rio Branco creditam o êxito relativo aos investimentos em “promoções” no período, enquanto outros 24% destacam a possibilidade operacional com “preços” menores.

Para os empresários que alegam não haver alcançado os níveis de vendas esperados no primeiro semestre de 2017, a pesquisa destaca 44% que debitam o fato operacional ao “desemprego” na economia, o que reduziu a capacidade financeira do consumidor local; e outros 17%, ao endividamento do consumidor.

A vendedora Liberdade de Almeida concorda com a pesquisa: segundo ela, as vendas aumentaram desde o mês de março, e ela atribui o fato aos saques das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). “As pessoas conseguiram sanar suas dívidas e, agora, parecem se sentir mais à vontade para fazer mais compras”, disse.

Para a Fecomércio/AC, os resultados destacados apontam uma perspectiva de melhora da confiança do empresário do comércio da cidade de Rio Branco quanto ao desempenho das vendas no segundo semestre de 2017.

Ascom Fecomércio/AC