Prefeitura dá atenção especial às Mães

Objetivo da SEMSA é proporcionar gestações e partos humanizados, por meio de várias ações como os Grupos de Grávidas, criados nas unidades de saúde – Fotos: Assessoria PMRB

A prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria de Municipal de Saúde (SEMSA) dá atenção especial a mulheres/mães da capital. As ações contemplam o tripé do atendimento: consulta, o diagnóstico por meio de exames, e o tratamento com a medicação, ou encaminhamento para especialistas.

Com relação às grávidas, em todas as unidades de saúde há oferta de consultas de pré-natal, com exames e realização de ultrassonografia obstétrica na Policlínica Barral y Barral e URAPS Claudia Vitorino e Centro de Apoio ao Diagnóstico (CAD).

O objetivo da SEMSA é proporcionar gestações e partos humanizados, por meio de várias ações como os Grupos de Grávidas, criados nas unidades de saúde.

Atualmente, mais de 300 gestantes participam de 15 Grupos de Grávidas das unidades de saúde, onde equipe multiprofissional acompanham toda a gestação e dão suporte para a realização do parto. Os Grupos contam com psicólogo, assistente social e nutricionista, que fazem rodadas de conversas com as mulheres em seis encontros realizados durante a gravidez. As rodadas de conversa reforçam as informações obtidas durante as consultas do pré-natal. Os profissionais incentivam o parto normal, bem como, o aleitamento materno exclusivo das crianças recém-nascidas e o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento das mesmas até os 2 anos de idade nas unidades de saúde.

Atualmente, mais de 300 gestantes participam de 15 Grupos de Grávidas das unidades de saúde, onde equipe multiprofissional acompanham toda a gestação e dão suporte para a realização do parto

A secretária Municipal Adjunta de Saúde, Jesuíta Arruda, explica que o objetivo do Grupo “é complementar as consultas de pré-natal, onde nem sempre é possível abordar todos os temas de que elas têm necessidade. E as conversas com os psicólogos também deixam as mães, principalmente, as de primeira viagem, mais seguras. Nos grupos, o parto normal é incentivado, o atendimento é individualizado, e são abordados temas como o aleitamento materno”, cita Jesuíta.

Outros assuntos abordados nas rodadas de conversa são: desconforto da gravidez, a importância das consultas de pré-natal, a alimentação da grávida, planejamento familiar doenças sexualmente transmissíveis, orientações sobre higiene e cuidados com o bebê, importância do aleitamento materno exclusivo, direitos da grávida – como o acompanhante na maternidade, preparo para o trabalho de parto, parto e puerpério.

Para as mães “de primeira viagem”, as informações obtidas nos Grupos de Grávidas são fundamentais. Aos 16 anos, Maria Paula, grávida de seis meses, conta que aprendeu no grupo sobre as mudanças pelas quais o corpo passa, a importância da amamentação e ressalta “aprendi principalmente a pôr meu filho e a saúde dele, acima de qualquer coisa”.

Com 3 filhos e esperando o quarto, Nisália de Jesus, cita que o Grupo foi de grande ajuda porque contou também com auxilio psicológico. “Meu filho mais velho tem 21 anos e agora vou ter que começar tudo de novo. Precisei sim desse auxilio, e tive e agora, espero ansiosa essa criança que será muito amada por todos lá em casa”.

Como parte da programação, as grávidas e os maridos também são levados até a Maternidade Bárbara Heliodora ou ao Hospital Santa Juliana e têm direito a um book fotográfico e kits para os bebês.

Atendimento alcança área rural

As grávidas que vivem em área rural também são alcançadas: há Grupos de Grávidas na Vila Verde, KM 58 da Transacreana, no Polo Benfica e no Belo Jardim. Todas ligadas às unidades de saúde.

No Polo Benfica, as reuniões são realizadas na Unidade de Saúde Agripino Lindoso. A médica Carolina Cavalcante e a enfermeira Josiana Pequeno fazem o pré-natal das grávidas e também atuam no Grupo de Gravidas da localidade que conta com um grupo de 15 gestantes de várias idades.

A enfermeira Josiana diz que nem sempre nas oito consultas do pre-natal é possível abordar todos os temas necessários, o que é complementado com os 6 encontros do Grupo de Grávidas. “Cuidados com a alimentação, os direitos das grávidas e vários outros temas são tratados no Grupo”. Para a médica Carolina “O Grupo aqui na zona rural é mais importante ainda porque as informações demoram a chegar”.

Enfermeira Josiana diz que nem sempre nas oito consultas do pre-natal é possível abordar todos os temas necessários, o que é complementado com os 6 encontros do Grupo de Grávidas

Para uma das mães, que identificamos só pelas inicias H.S.A, de 36 anos, o Grupo de Grávidas fez toda a diferença. Ela, que tem 4 filhos e espera o quinto, conta que já foi usuária de drogas com várias recaídas, o que segundo ela, comprometeu a saúde de um dos filhos, situação que ela evita agora. A doméstica conta que no Grupo tomou conhecimento do quanto o uso de drogas compromete o desenvolvimento do bebê. “Soube no Grupo que já no útero meu filho pode ter dependência das drogas. Então estou limpa para proporcionar uma vida saudável para meu filho, coisa que antes eu não sabia e não me cuidei. Sou agradecida ao Grupo de Grávidas, que mudou essa minha estória a tempo e junto com meu amor de mãe, fez com que eu priorizasse a vida dele”, concluiu H.

Visitas, kits e ensaios fotográficos

Na visita à Maternidade ou ao Hospital Santa Juliana, as grávidas conhecem o ambiente onde vão dar à luz e têm contato com o ambiente hospitalar.

Também faz parte da programação dos Grupos de Grávidas, a entrega de três kits para os bebês das gestantes que participam dos encontros. Um dos kits tem produtos de higiene, o outro contém fraldas descartáveis e um terceiro tem roupas. Os kits são doados pela Prefeitura de Rio Branco.

Um dos momentos mais esperados pelas grávidas é o do ensaio fotográfico realizado por fotógrafos profissionais do Departamento de Comunicação (Decom) da Prefeitura de Rio Branco e são realizados em locais como o Horto Florestal, o lago da UFAC.

Nisália, que foi fotografada no Horto, destaca que esse é o primeiro book de grávida que terá, já que dos outros filhos, não teve condição financeira para fazer um. “Fazer um book é caro e eu não poderia. Esse que a prefeitura vai me dar de graça, vou guardar com todo carinho e mostrar pro meu filho quando ele crescer e ele poderá mostrar para os filhos dele”, conclui.

Programa Cuidar Mais

Outro programa da prefeitura de Rio Branco, que beneficia as mães e seus filhos, é o Cuidar Mais, que fez um ano em março e já atendeu mais de dez mil mulheres e 13 mil crianças. Quatro ginecologistas e quatro pediatras atendem por meio do programa que tem sede na Policlínica Barral Y Barral.

O atendimento dos especialistas é feito em circuito em todas as unidades de saúde da capital, atendendo no dia, 16 pacientes.

A logística é a seguinte: No caso do clinico não poder resolver os problemas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), é feito o agendamento para os especialistas, que vão uma vez por mês à UBS e atendem o dia inteiro, o que tem diminuído a demanda. As consultas são agendadas pelos clínicos gerais ou pelos enfermeiros.

Outras ações

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), por meio da Área Técnica de Saúde da Mulher, também tem outras ações direcionadas às mães, mulheres de um modo geral: Implementação das ações de assistência ao Pré-Natal e puerpério nas Unidades Básicas de Saúde; articulação junto às equipes das Unidades Básicas de Saúde para busca e referenciamento de mulheres com câncer do colo do útero e lesões precursoras para tratamento, monitoramento das coletas dos exames citopatológicos (PCCU) junto às Unidades Básicas de Saúde, monitoramento e avaliação dos serviços de imagem e exames laboratoriais, demanda e fluxos de atendimento, busca e realização de mamografia das mulheres na faixa etária do rastreamento (50 a 69 anos), no Centro de Apoio e diagnostico-CAD, atendimentos médico e de enfermagem nas Unidades de saúde, realização de Ultrassonografia obstétrica e fisioterapia pélvica às mulheres, na Policlínica Barral y Barral, Claudia Vitorino, São Francisco, visita domiciliar às crianças com microcefalia ou transtornos globais e apoio psicológico às mães, com encaminhamentos necessários, realização de Teste Rápido de Gravidez nas Unidades de Saúde, com atenção especial às usuárias de locais de difícil acesso, realização de Testes Rápidos para a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST`s e Realização de Pré-natal em todas as unidades do município.

“Queremos avançar mais ”

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, avalia que todas os programas da prefeitura, priorizam o bem estar e a qualidade de vida da população e que as mulheres e mães merecem ações pontuais, principalmente com relação á saúde. “ Temos bons programas como o Cuidar Mais e os Grupos de Grávidas e vamos avançar com novos projetos para alcançar um número maior de mulheres de nossa cidade, principalmente com relação à saúde”, conclui a prefeita Socorro Neri.

Assessoria PMRB

Um dos momentos mais esperados pelas grávidas é o do ensaio fotográfico realizado por fotógrafos profissionais do Departamento de Comunicação: