Ponte de comunidade na zona rural de Rio Branco é interditada após igarapé transbordar

Águas do Igarapé Redenção invadiram a ponte da Estrada do Panorama e Defesa Civil pede interdição da passarela. (Divulgação/Prefeitura de Rio Branco)

Após o Rio Acre ultrapassar a cota de transbordo, que é 14 metros, a ponte do Ramal Panorama, na zona rural de Rio Branco, foi inundada após o Igarapé Redenção e precisou ser interditada na manhã desta segunda-feira, 19. O nível do Rio Acre está com 14,12 metros, na medição das 9h desta segunda, e três bairros da capital acreana já foram afetados pelas águas, de acordo com a Defesa Civil Municipal.

Ao G1, o coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, coronel George Santos, a interdição da ponte ocorreu porque o igarapé é afluente do Rio Acre e também transbordou. Ele garantiu que nenhuma família foi atingida pelas águas e retirada de casa.

“Pedimos a interdição e solicitamos aos moradores que fizessem a travessia dos veículos para o outro lado. Equipes da Secretaria de Agricultura estão no local para prestar apoio ao pessoal. Interditamos inicialmente para veículos mais pesados”, disse.

O Rio Acre atingiu a cota de alerta (13,50 metros) ao meio-dia do último domingo, 18. Na última medição de domingo, o manancial estava a 16 centímetros da cota de transbordo, com 13,84 metros.

Os primeiros bairros atingidos pelas águas do Rio Acre foram o Ayrton Sena, Seis de Agosto e Base. No bairro Ayrton Sena, uma família foi retirada e levada para casa de parentes.

 

Balseiros acumulam nos pilares da Ponte Metálica. (Lidson Almeida/ Rede Amazônica Acre)
G1 Acre