Marcus Alexandre aparece empatado com Gladson Cameli em pesquisa Vox Populi

Marcus e Cameli estão em empate técnico

Tião Vitor – O Instituto Vox Populi divulgou no início desta noite, o resultado de pesquisa de opinião realizada no Acre para os cargos de governador e senador para as eleições de 2018. A surpresa é que o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), que ainda não é o candidato oficial da Frente Popular, aparece empatado com o senador Gladson Cameli (PP) com em 46% das intenções de votos para o Governo do Acre em pesquisa estimulada. Ninguém, branco e nulo somam 6%; não souberam ou não responderam, 2%.

Já em pesquisa espontânea, novo empate técnico já que a margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais. Gladson aparece com 12% e Marcus Alexandre com 9%. Tião Viana e Jorge Viana, ambos do PT, que não são candidatos ao cargo, aparecem respectivamente com 3% e 2%

Na pesquisa estimulada para o primeiro voto ao Senado, Jorge Viana (PT) está na frente com 27%. Em seguida vem Marcio Bittar (PSDB) com 15%, Major Rocha (PSDB) com 14%, Sérgio Petecão (PSD) com 11%, Tião Bocalom (DEM) com 8%, Ney Amorim (PT) e Vagner Sales (PMDB) com 7%. Branco e nulo somam 8%, não souberam ou não responderam 2%.

Para o segundo voto, também em pesquisa estimulada, Marcio Bittar aparece 18%, Jorge Viana, Sérgio Petecão e Tião Bocalom estão empatados com 13%, Major Rocha com 10%, Ney Amorim, 9%, e Vagner Sales, 8%. Ninguém, branco e nulo somam 5%. Não souberam ou não responderam: 11%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 23 de julho. Foram ouvidas 600 pessoas em 18 municípios.

O que dizem os números

A análise inicial desses números revela que Gladson Cameli está com desempenho bem aquém do que era esperado, haja vista estar ele oficialmente candidato ao governo há algum tempo.

Em relação inversa, Marcus Alexandre que nem é oficialmente candidato ainda, está com excelente desempenho. O empate técnico com Gladson Cameli mostra que ele é um forte candidato, principalmente, por sua área de atuação se resumir a Rio Branco. Em outras palavras, Marcus Alexandre deve crescer muito ainda quando passar a ser mais bem conhecido no interior do Acre.

Já na disputa ao Senado, a situação se mostra favorável a Jorge Viana que busca a reeleição. O mesmo não se pode dizer a respeito de Sérgio Petecão, que também tem o mesmo intento. Seu grande adversário deve mesmo ser Marcio Bittar. Tião Bocalom, Ney Amorim e Vagner Sales correm por fora, mas todos têm as mesmas chances que os demais, inclusive Amorim, que também tem área de atuação em Rio Branco. Este deve crescer quando iniciar o período de campanha.