Haddad diz querer debater com Bolsonaro até na casa dele, se for preciso

O candidato do campo democrático à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), voltou a reafirmar o desejo de debater com o presidenciável de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL), que tem evitado participar de debates alegando razões médicas em decorrência da facada sofrida durante um ato de campanha em Minas Gerais, embora tenha dado entrevistas a veículos de comunicação favoráveis à sua candidatura.

“Estou disposto a debater com Bolsonaro na casa dele. No dia em que ele quiser. Na hora em que ele quiser. E nas regras que ele quiser. Proponho um debate sentado. Sem assessores nem plateia. Apenas com os médicos e um mediador da estação de TV”, disse Haddad ao Catraca Livre.

Haddad já havia anunciado anteriormente a sua determinação em participar de debates com Bolsonaro até mesmo na enfermaria do hospital, se fosse o caso. “Vamos fazer uma campanha propositiva e demarcar as diferenças entre projetos. Agora, meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil. Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo”, disse ele nesta semana.

Nesta quarta-feira, Bolsonaro disse que não participaria do debate marcado pela Rede Bandeirantes e que seria realizado hoje (11) por não ter recebido autorização médica, apesar de já ter recebido alta hospitalar.

Brasil 247