Gladson Cameli garante diálogo permanente ao receber propostas do setor produtivo acreano

O senador Gladson Cameli (Progressistas), pré-candidato ao governo do Acre nas eleições 2018 participou na manhã desta sexta-feira (10) de um encontro com representantes de várias entidades do estado do Acre, entre elas a Federação do Comércio (Fecomércio), Federação da Indústria (Fieac), Federação da Agricultura e Pecuária (Faeac) e a Associação Comercial de Serviço e Agrícola (Acisa) e Associação Comercial do Alto Juruá (ACAJ), que entregaram ao senador e aos demais pré-candidatos majoritários, Major Rocha (PSDB); Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB) um documento intitulado  “Por Um Acre Mais Produtivo”.

O evento aconteceu no auditório da Fecomércio e reuniu centenas de empresários dos ramos pecuário, agrícola, comercial e industrial e foi aberto pelo presidente da Fecomércio no Acre, Leandro Domingos, que ressaltou a crise vivenciada atualmente pelo setor econômico e social, levando o estado a uma situação de decadência. “O estado vive à deriva e tem uma política para governantes”, disse ele, frisando que o próximo governante acreano deve trabalhar juntamente com os setores produtivos para gerar emprego e renda par as famílias acreanas.

O presidente da Federação da Agricultura, Assuero Veronez, lembrou em sua fala que o agronegócio é um dos principais caminhos para o crescimento, exemplificando várias regiões do país. “Nós precisamos destravar o estado porque os investimentos só vão para onde encontram acolhida, e eu não tenho dúvida que o setor rural pode dar uma resposta positiva para o momento de crise que vivenciamos atualmente e assim tirarmos o Acre do marasmo”, afirmou Veronez.

Ao se dirigir aos presentes, Gladson Cameli agradeceu a oportunidade de diálogo com os setores que tiveram a iniciativa de apresentar propostas para o desenvolvimento do estado e pontou vários eixos do Plano de Governo que será apresentado por ele durante o período eleitoral, garantindo um diálogo permanente com o setor produtivo e a sociedade acreana.

O senador lembrou que as propostas apresentadas à ele na manhã desta sexta-feira (10) já estão em mais de 90% contempladas em sua proposta de governo como as políticas de incentivo fiscal, geração de emprego e renda, legislação ambiental, entre outros. Ao finalizar sua explanação, o pré-candidato entregou às autoridades presentes uma cópia do seu Plano de Governo, afirmando que o documento encontra-se aberto para inserir as propostas do setor produtivo e outras categorias interessadas em contribuir para construção de um Acre para as pessoas.

O pré-candidato a vice-governador, Major Rocha e os pré-candidatos ao Senado, Sérgio Petecão e Márcio Bittar também fizeram uso da palavra e apresentaram suas ideias de desenvolvimento para o Acre.

Confira abaixo os principais pontos abordados pelo pré-candidato Gladson Cameli durante o encontro:
  1. Adoção de uma linha de trabalho orientada pela geração de emprego e renda, através de parcerias e investimentos na produção, transformando o governo do estado em agente indutor de desenvolvimento;
  2. Promover a readequação da estrutura governamental, investindo na capacitação de seus colaboradores, combatendo a ineficiência, a burocracia e o desperdício, além da modernização tecnológica para tornar os processos mais rápidos e eficientes;
  3. Compromisso com a geração de emprego e renda através da criação e distribuição de riqueza;
  4. Respeito as questões ambientais investindo no desenvolvimento sustentável que possibilite a melhora nos índices de qualidade de vida aliado ao crescimento financeiro;
  5. Respeito aos valores da família. Reconhecimento da família como núcleo inicial da sociedade, proporcionando seu desenvolvimento integral através de uma rede de proteção e atendimento multidisciplinar;
  6. Diálogo permanente com os atores produtivos do estado. Participação efetiva de entidades, sindicatos e representantes de todos os segmentos da sociedade na elaboração de diretrizes e ações que tornem o Acre mais transparente, eficiente e competitivo;
  7. Abertura aos investimentos. Suporte para o crescimento da iniciativa privada em todos os níveis (microempreendedorismo, pequenos e médios negócios e grandes investimentos) como indutor do crescimento e desenvolvimento social.
Assessoria parlamentar