Em visita à FIEAC, deputado Angelim reforça apoio ao Sistema S e ao setor produtivo

“Acredito que a Federação das Indústrias pode apontar o caminho do desenvolvimento e não esperar que o Estado dê o rumo”, destacou o parlamentar – Foto: Assessoria FIEAC

O deputado federal Raimundo Angelim (PT-AC) visitou na tarde desta sexta-feira, 11, a sede da FIEAC, onde participou de reunião com o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre, José Adriano Ribeiro, presidentes de sindicatos industriais e executivos da instituição. Na ocasião, o parlamentar reafirmou seu posicionamento em defesa do Sistema S e do setor produtivo do Acre e do país.

Nacionalmente, há mais de 70 anos, o SESI e o SENAI trabalham pelo desenvolvimento da indústria e do Brasil. As duas instituições qualificam trabalhadores e ajudam a aumentar a competitividade das empresas. Transparência e eficiência são princípios básicos da gestão e dos recursos arrecadados.

A administração e aplicação dos recursos do SESI e do SENAI arrecadados das empresas sempre seguiram os princípios da ética, da transparência e da eficiência. Todas as informações sobre os orçamentos, as demonstrações contábeis e vários outros dados sobre a gestão e as contas das duas instituições estão disponíveis nas páginas “Transparência” nos sites das duas entidades. Além disso, elas cumprem rigorosamente as exigências legais, prestam contas à sociedade e são auditadas por 9 instituições públicas e privadas, como, por exemplo, o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU).

Na oportunidade, o parlamentar se colocou à disposição da FIEAC e disse que está acompanhando as propostas que impactam o setor industrial brasileiro, em especial, o do Estado do Acre.

“Acredito que a Federação das Indústrias pode apontar o caminho do desenvolvimento do Estado e não esperar que o Estado dê o rumo. Os empresários dão o direcionamento e o governo que tem que ir se adequando, pois quem gera riqueza e renda é o setor produtivo. E o Sistema S também é primordial, pois qualifica e capacita com excelência os trabalhadores dos mais diversos segmentos”, ressaltou Angelim.

O presidente da FIEAC agradeceu a postura do parlamentar. “Precisamos de lideranças políticas que tenham posicionamentos a favor do Brasil e da indústria. O setor industrial acreano reconhece o seu posicionamento e gostaríamos de pedir sua ajuda para interceder, nacionalmente, na mobilização da retomada da obra da ponte do Rio Madeira. Estamos bastante preocupados com esta situação”, comentou José Adriano.

Assessoria FIEAC