Em Tarauacá, alunos ateiam fogo em escola da zona rural para estudar na cidade

Três garotos menores de idade, um de 14, um de 15 e outro de 17 anos, confessaram que são os autores de um incêndio numa escola pública da rede estadual de ensino localizada na BR-364, ramal do Pixilinga, em Tarauacá.

Eles atearam fogo na escola João Paulo II, na noite de domingo, 13 de maio.

Policiais militares e civis estiveram no local, ouviram pessoas da comunidade e aprenderam todos os jovens envolvidos no crime.

Reprodução

Essa é a segunda vez que a escola sofre tentativa de incêndio. Na primeira, o fogo foi logo controlado pelos moradores. Dessa vez pouco se pode fazer.

Um dos menores, M.S.C., 15 anos, disse aos policiais que a razão principal que o levou a “tocar fogo” na escola é que ele queria estudar na cidade e seu pai não permitia, pois alegava que havia uma escola na comunidade. Destruindo a escola, ele poderia ir estudar na cidade. Com informações Portal Tarauacá.

Feijó 24 horas