Em Brasileia, liderança da oposição reclama do descaso de Gladson Cameli

O pré-candidato ao Governo do Acre pela oposição, o senador Gladson Cameli, está sendo criticado pelo seu descaso para com a região do Alto Acre. A crítica vem do ex-secretário de Agricultura daquela cidade, Joaquim Lira. Em um grupo de WhatsApp, lira condena o político pepista e pede respeito e consideração.

Joaquim Lira tornou publico seu descontentamento através dos áudios que compartilhou no referido grupo. Nos áudios, ele fala com o ex-deputado federal e pré-candidato ao Senado pelo MDB, Marcio Bittar, com o ex-prefeito de Epitaciolândia, André Hassem (PSDB) e com o dirigente tucano Paulinho Ximenes.

“Gladson, eu tentei falar contigo por seis vezes. Eu ligo, tu não atende. Eu liguei mais de dez vezes para o Flávio, pro teu assessor. Esse cara, eu fui duas vezes para Cruzeiro do Sul, ele marcou agenda comigo pra falar com você e depois não atendia mais minhas ligações”, reclamou Joaquim Lira. “Então, meu amigo Gladson, o que a gente pode dizer é que ficamos muito tristes, pois estamos há menos de oito meses de um processo e nós não podemos… eu não sou funcionário seu, eu sou aliado seu. Agora, nós precisamos de respeito, Gladson, a gente precisa, acima de tudo, de consideração da parte de vocês”, completou.

Além das críticas a Gladson Cameli, Lira também tece comentários sobre a prefeitura de Assis Brasil, que é comandada pelo PSDB.

“Dos quatro municípios da região, três são comandados pelo PT e o quarto, que é comandado por nós, está uma porcaria”, disse.

Acompanhe, abaixo, os áudios com as críticas feitas por Joaquim Lira: