Alerta

Chega à coluna informação de que o comando de campanha do candidato Gladson Cameli (PP) acionou a sirene de alarme, e pelas notícias, já existem dirigentes bastante estressados na ala oposicionista.

Estratégia

Pelo que diz nosso interlocutor, os operadores da campanha de Gladson Cameli recorreram ao Instituto Delta para divulgar números onde o mesmo aparece na frente do candidato Marcus Alexandre (PT). O objetivo: deter a sangria do majoritário da oposição.

Passado que condena

O mesmo instituto Delta Pesquisas que ontem, 10, apresentou resultado em que Gladson Cameli (PP) aparece com vantagem sobre Marcus Alexandre (PT), já acumula uma ‘tradição’ em pesquisas cujos resultados foram desmentidos nas urnas.

Previsão furada

Em 2014, a Delta previu uma vitória no primeiro turno para Márcio Bittar, que seria o governador do Estado caso o resultado fosse confirmado. Na realidade, como se sabe, Tião Viana venceu Bittar no segundo turno naquele ano.

Novo furo

Nas eleições municipais de 2016, a agência Delta novamente ‘errou’, prevendo um segundo turno entre Marcus Alexandre e Eliane Sinhasique. Na realidade, Marcus ganhou já no primeiro turno.

Contestação

A má-fama do instituto de pesquisas já foi alvo de declarações de Major Rocha, que afirmou, outrora, que os resultados desta empresa não eram confiáveis. Hoje, Rocha, candidato a vice-governador na chapa de Gladson, comemora os resultados divulgados pelo instituto, mesmo que, talvez, ‘lá no fundo’, saiba que o que ele ‘fala’ não se escreve na história.

Respeitabilidade

No momento, os resultados mais realistas parecem ser os apresentados pelo Ibope, que amostram um empate técnico entre os dois candidatos – com em 37% para Marcus Alexandre e 36% para Cameli.

Mico

Acerca da opção do marketing de Cameli em lançar mão de dados fictícios para pavimentar a campanha, o que resta comprovado é que a tática expõe o candidato ao ridículo, fazendo-o prometer a conclusão de hospitais que já funcionam, e até mesmo a implantação de programas consolidados, induzindo o concorrente pepista a uma sucessão de lorotas, intensa falta de originalidade e plástica exagerada.

Desespero

Sobre lançar mão do expediente de pesquisas fictícias, lembra um observador político da taba que após as pesquisas Vox Populi e Ibope, divulgadas no início do mês, as coisas na oposição passaram a contornos de nervosismo, e que o Fake News tende a substituir em seus candidatos e dirigentes o bom senso e a verdade.

Lorota

Não sem razão, os programas na TV da coligação de Gladson Cameli vêm repetindo uma boa porção de absurdo. Chega-se à conclusão, portanto, que os marqueteiros não conhecem o povo acreano – e que, talvez por isso, imaginem que aqui é terra de abestados.

Curso de capacitação

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) realizou entre os dias 7 e 10 deste mês o curso de Patrulhas Especiais. O objetivo é capacitar os agentes penitenciários que trabalham no monitoramento eletrônico de reeducandos.

Mais preparados

Com aulas práticas e teóricas, no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (Cieps), os agentes têm a oportunidade de aumentar o desempenho em suas funções cotidianas.

Vínculo

“Além de aperfeiçoar esses profissionais e fazer a integração entre as instituições da Segurança Pública do Estado, estamos criando um vínculo entre os agentes penitenciários e as polícias Civil e Militar”, afirmou o coordenador setor de Monitoramento Eletrônico, Marcelo Lopes.

Esforço

Resta concluir que a iniciativa do Iapen, atendendo a uma determinação do governo, é mais uma ação orientada pelo governador Tião Viana com vistas a aumentar a eficiência do Estado no combate à criminalidade.

Bem na foto

A despeito de todas as considerações feitas anteriormente sobre a pesquisa do instituto Delta, cabe ressaltar – com base em outras sondagens – o desempenho do deputado estadual Ney Amorim, que concorre ao Senado pela Frente Popular do Acre.

Massa de bolo

Ney, conforme já sabido do leitor, é o candidato que mais cresce nas pesquisas de intenção de voto. No referido levantamento, ele aparece em quarto lugar, mas tecnicamente empatado com o emedebista Marcio Bittar.

Questão de lógica

Como a pesquisa têm margem de erro de 2,5%, pode-se supor que Ney Amorim já ocupe a terceira colocação entre os postulantes ao Senado.

Bom de corte

Na oficina da alfaiataria política, o candidato do PT conseguiu, recentemente, costurar o apoio do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, que vem a ser do mesmo partido de Bittar.

Cada macaco no seu galho

A Câmara de Vereadores de Rio Branco, em suas sessões ordinárias, mais parece o parlamento estadual. Com as eleições para o governo batendo às nossas portas, os nobres vereadores trataram de ampliar os temas sobre os quais discursam, extrapolando os limites das questões municipais.

Óbvio ululante

Isso se dá não só porque os edis rio-branquenses defendem seus candidatos à sucessão do governador Tião Viana. Mas principalmente por haver, ali, os que tentam ocupar uma cadeira da Assembleia Legislativa do estado e até mesmo na Câmara Federal, em Brasília.