Agenda no Juruá

Foto: Secom/Acre

O governador Tião Viana apresentou, neste fim de semana, no Vale do Juruá, os planos agrícolas para os municípios de Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul. Desde 2011 foram investidos mais R$ 500 milhões em projetos de implantação de agroindústrias florestais e no fortalecimento das atividades dos produtores rurais.

Montante

Segundo a assessoria do governo, a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) dispõe de mais de R$ 17,3 milhões para a consolidação de projetos relacionados à produção rural.

Diversificação

Os diversos programas da Seaprof beneficiam de forma direta 2.727 famílias na região do Juruá, com o fortalecimento das cadeias produtivas da borracha, açaí, mel, piscicultura, fruticultura, horticultura e suinocultura, além do fomento à mecanização agrícola e extensão indígena.

Tudo planejado

Idealizado pelo atual governo, o Plano Agrícola reúne de todos os investimentos e ações a serem executados em 2017 em cada município do Acre. O planejamento é compartilhado com as prefeituras e produtores rurais.

Inconfidência tucana

Fonte da coluna revelou que é do deputado Major Rocha (PSDB) a informação de que o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales (PMDB) tem ligado ao dono de um site local pedindo matérias negativas sobre o correligionário e atual gestor da cidade, Ilderlei Cordeiro.

Das duas, uma

A ser verdade, Vagner Sales aposta no fracasso do pupilo ou reage às supostas tentativas de Ilderlei de se ver livre daquele que o colocou na prefeitura.

Péssimo serviço

A empresa Oi continua a prestar um serviço de péssima qualidade no Estado quando o assunto é internet banda larga. No Vale do Juruá, então, os blecautes são constantes, o que deixa os moradores dos municípios incomunicáveis. É que as demais operadoras de telefonia móvel e internet dependem do cabo de fibra ótica da Oi para atender seus clientes.

Reação ao crime

A Polícia Civil desarticulou nesta semana uma quadrilha especializada em furtos de eletrodomésticos na capital. Quatro pessoas acusadas de integrar o grupo foram presas.

Bens apreendidos

Mais de R$ 1 milhão em eletrodomésticos foram recuperados na ação. Com os criminosos, os agentes da Polícia Civil apreenderam duas caminhonetes, uma motocicleta, três TVs de LED, caixas de som amplificada, um jogo de rodas de caminhonete, R$ 5 mil em espécie e 105 celulares novos.

Compensação às vítimas

A Polícia Civil vai solicitar à Justiça o sequestro dos bens que estão em nome de um dos investigados. O objetivo é que as vítimas sejam ressarcidas.

Apoio

Vereadores de Cruzeiro do Sul abraçaram a causa dos empresários do setor cerâmico e de extração de areia do município, impedidos de trabalhar após notificação do Ministério Público Federal (MPF). O órgão atendeu à solicitação do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

É cada uma

Ocorre que um grupo de garimpeiros de Pontes de Lacerda, no Mato Grosso, apresentou ao DNPM um projeto de mineração na região do Juruá, o que fez com que o órgão tomasse a medida que prejudica os empresários.

Mistério

Não sabe ao certo por que os mineradores do Mato Grosso estão de olho no Juruá, uma vez que o geólogo Luiz Seabra, atualmente servidor do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) garante não haver ouro ou diamantes naquela região.

Prejuízo

Enquanto o DNPM analisa o pedido da cooperativa de garimpeiros, os empresários cruzeirenses têm amargado prejuízos. Além disso, teme-se que o deferimento do projeto possa causar danos ambientais e forte impacto econômico à região, já que as matérias-primas com que trabalham os empresários são essenciais à construção civil.

Visita ao MPF

Nesta semana, após reunião com o reclamantes e uma audiência pública na Câmara de Vereadores do município para tratar sobre o tema, os parlamentares cruzeirenses foram ao MPF pedir informações sobre o trâmite do projeto de mineração no Juruá.

Tucano na gaiola

Nesta próxima terça-feira, 20, a Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) vai julgar o pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves PSDB-MG), feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Derrota inicial

A primeira derrota de Aécio foi o indeferimento do ministro do STF Marco Aurélio ao recurso de sua defesa requerendo que o pedido de prisão contra o senador mineiro fosse apreciado pelo plenário da Corte, e não pela Primeira Turma.

Mau presságio

Dias atrás, a Terceira Turma do Supremo negou o pedido de liberdade de Andrea Neves, irmã do senador tucano, presa desde o dia 18 de maio pela Operação Patmos. O placar foi apertado e terminou em 3 a 2.

Contra a privatização da Eletroacre

O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) patrocina um movimento contra a decisão do governo Temer de privatizar seis empresas de energia elétrica, a maioria delas localizadas na Região Norte.

Pressão

Moisés prepara um documento a ser enviado aos deputados federais dos seis Estados que estão na mira do pacote de privatizações de Temer. Ele espera contar com o apoio dos colegas para pressionar o governo, através do ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

Suprapartidário

Segundo o parlamentar do PCdoB, o movimento é suprapartidário e já conta com o apoio dos deputados acreanos, entre os quais Léo de Brito (PT) – que vai liderar a formação de uma frente parlamentar em favor da manutenção das elétricas – e Major Rocha (PSDB), a quem coube o pedido de uma audiência pública da Comissão da Amazônia para tratar do assunto.