Secretário do governo do Acre é agredido no rosto ao sair de boate e diz que foi chamado de ‘petralha’

Por Richard Silva

Giordano Simplício, controlador-geral do Estado que assumiu o Iteracre após a prisão de Glenilson Araújo, foi agredido violentamente na saída de uma boate em Rio Branco. A foto do controlador com rosto sangrando circulou em centenas de grupos de WhatsApp desde o último domingo (21), mas a informação só foi confirmada à imprensa na tarde desta terça-feira (23).

Em entrevista a um site local, Giordano alegou que foi agredido por questões partidárias. Ele afirma que ao deixar a boate Xerife 68, localizada na Avenida Getúlio Vargas, foi agredido por um homem que o chamou de petralha.

“Não sei o que motivou ele, mas lembro dele me chamando de petralha, mas não acredito que isso tenha nenhum envolvimento com a política não”, disse em entrevista ao site.

Giordano afirma que procurou atendimento médico no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco e foi constatado apenas um corte superficial.

“Nem registrei boletim de ocorrência. Eu não sei quem é a pessoa. Para mim é caso encerrado”, diz.

O Juruá em Tempo