Prêmio de Jornalismo: Estimulando e reconhecendo o trabalho da imprensa desde 2010

Prêmio é considerado uma importante iniciativa na difusão da cidadania e transparência pública – Foto: Ascom MPAC/Arquivo

Consolidado na cultura acreana e reconhecido em âmbito nacional, o Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) tornou-se referência no relacionamento com a imprensa, e é considerado uma importante iniciativa na difusão da cidadania e transparência pública.

Desde 2010, o prêmio vem estimulando e reconhecendo o trabalho de profissionais e acadêmicos da área de comunicação, envolvendo a mídia como parceira para se chegar à opinião pública, e como difusora de informações para esclarecer o cidadão sobre a função social do Ministério Público.

Um desses profissionais é o jornalista Wesley Moraes. Pautado sempre no interesse público da informação dos fatos, na isenção jornalística e na ética, o jornalista arrematou títulos em duas edições do Prêmio de Jornalismo do MPAC.

Em 2010, ainda na primeira edição, Wesley participou na categoria Destaque Acadêmico. “Fomos vencedores com uma reportagem que retratou as precárias condições de um abatedouro em Manoel Urbano. O MPAC, à época, atuou firmemente e resolveu o problema daquela população, o que é mais importante”.

Já em 2012, levou a estatueta na categoria Telejornalismo, com uma reportagem sobre a campanha ‘Conte até 10’, uma iniciativa do MPAC para estimular uma cultura de paz nas escolas.

No ano seguinte, consagrou-se como o campeão da noite com uma reportagem que mostrou o trabalho desenvolvido pelo MPAC na Central de Atendimento ao Cidadão (CAC).

“Eu tenho muito respeito e admiração pelo Prêmio de Jornalismo do MPAC que, na minha carreira, foi um divisor de águas, me trouxe o reconhecimento e, também, a oportunidade de desenvolver um trabalho ainda melhor como jornalista, já que ganhar um prêmio sempre é bom, e isso motiva a gente a levar a informação com mais credibilidade”.

Inovação

Com uma proposta inovadora de reconhecimento ao trabalho da imprensa local e nacional, o prêmio chega, este ano, à sua 9ª edição. Diante de um cenário em que a violência vem sendo debatida pela população e pelas autoridades, o MPAC propôs aos participantes a temática ‘Segurança Pública e Direitos Humanos – A vida em pauta’.

A intenção é mostrar a atuação do Ministério Público Acreano na defesa da vida, entendendo que a segurança pública implica uma série de questões que dizem respeito tanto ao combate à criminalidade quanto à preservação dos direitos fundamentais, envolvendo a sociedade, que busca respostas das instituições públicas sobre a questão.

Inscrição e aptidão

Estão credenciados a participar, profissionais de comunicação com registro profissional e acadêmicos de comunicação. As inscrições para a 9ª edição do Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre estão abertas e estendem-se até 30 de novembro. Já a entrega ocorrerá durante cerimônia marcada para o dia 13 de dezembro, com troféu e prêmio em dinheiro.

O formulário e o regulamento do concurso estão disponíveis no site premiodejornalismo.mpac.mp.br. A ficha de inscrição também pode ser entregue na Diretoria de Comunicação do MPAC, no edifício-sede da Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Acre, ou enviados pelos Correios com postagem para: 9º Prêmio de Jornalismo do MPAC Ministério Público do Estado do Acre Diretoria de Comunicação Rua Marechal Deodoro, 472 – Centro – CEP: 69.900-333 – Rio Branco/AC.

Podem concorrer somente matérias publicadas ou veiculadas no período entre 13 de janeiro de 2018 até 30 de novembro de 2018. Um mesmo autor poderá concorrer com até três trabalhos, porém, não será aceita a inscrição do mesmo trabalho em categorias diferentes.

Para inscrição de trabalhos na categoria ‘Destaque Acadêmico’, é necessário que o participante esteja regularmente matriculado em um curso na área de comunicação social devidamente regulamentado pelo Ministério da Educação.

Destaque nacional

Coordenado pela Diretoria de Comunicação, o prêmio reconhece os melhores trabalhos jornalísticos que abordam as políticas públicas contempladas nas áreas de atuação institucional, veiculados por websites, jornais e emissoras de rádio e televisão. Estudantes da área de jornalismo também podem se inscrever na categoria “Destaque Acadêmico”.

Em 2011, Prêmio de Jornalismo do Ministério Público foi premiado nacionalmente como vencedor do X Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça na categoria Relacionamento com a Mídia, promovido pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ), e tem sido replicado por outros Ministérios Públicos.

Agência de Notícias do MPAC