Novela mexicana

Foto: Sena Online/Iryá Rodrigues G1

A arenga entre o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), e o governador Gladson Cameli (Progressistas) segue como enredo de novela mexicana. Com isso queremos dizer que a trama segue inalterável e por isso pouco atraente. Deu o que tinha que dar.

Roteiro

Ocorre, porém, que se emedebista tinha a intenção de sair-se como a vítima do imbróglio, acabou por posar de vilão. Ao contrário do agora desafeto Gladson Cameli – que não deu uma só declaração pública sobre os ataques que vem sofrendo –, Mazinho alardeia, em áudio e vídeo, o rancor expresso em ofensas impublicáveis.

Quinhão

Mais grave que o destempero de um representante do povo que não consegue controlar a própria língua é o motivo da desafeição de hoje ao aliado de ontem. Sujeito de muitos ‘amigos’, a prefeitura de Sena, ao que parece, não comporta seus admiradores. Daí a gritaria eivada de tantos impropérios.

De arrepiar

Para agravar o quadro, eis que a imprensa veiculou o áudio de uma moça que se diz ameaçada de morte depois de criticar Serafim.

Pacientes como Jó

Não obstante o destempero daquele que, durante a campanha de 2018, incorreu em infidelidade partidária ao abraçar a candidatura de um adversário do MDB, a direção do partido segue a tolerar seus muitos vitupérios.

Nem um pio

E o pior: a executiva estadual da sigla nem sequer se manifestou sobre a declaração de Serafim de que a esposa, eleita deputada estadual pelo MDB, haverá de compor a bancada de oposição na Aleac. O silêncio dos dirigentes sugere que tudo é permitido no partido de Flaviano Melo e Renan Calheiros.

Antecedentes

De volta a Mazinho, eleito pelo PT no pleito de 2006 para a Assembleia Legislativa do Acre, ele acabou expulso da sigla depois de uma suposta agressão a Francisco Nepomuceno, o Carioca. Em 2016, já no PMDB, disputou e venceu a eleição para a prefeitura de Sena Madureira.

B.O.

O temperamento irascível do alcaide de Sena e sua fama de valente virou caso de polícia em junho do ano passado. O vereador Josandro Cavalcante (PSDB) foi quem registrou o boletim de ocorrência na delegacia do município.

Briguento

Na época, Josandro acusou o prefeito do MDB de ameaçá-lo em via pública. O motivo, segundo o vereador tucano, decorreu de sua iniciativa de fiscalizar a farmácia do município. Antes mesmo desse encontro, o emedebista tinha ido até a Câmara de Vereadores para tirar satisfação com o parlamentar. Ambos os episódios foram registrados em vídeo.

Virulência incontida

Nem mesmo profissionais de imprensa escapam à virulência de Serafim. Em agosto de 2017, este jornal registrou a reação do prefeito do MDB a uma postagem, na rede social Facebook, em que o jornalista Assem Neto antecipava a publicação de uma reportagem sobre supostas falcatruas na prefeitura de Sena.

Baixo calão

A resposta dada pelo prefeito diz muito sobre seu temperamento explosivo. Respondeu ele o seguinte: “O que está exposto é o seu chifre, seu viado vc pensa que vai me chantagear pra conseguir dinheiro ta enganado seu viadinho”.

Verdadeiro ou falso?

Na região Iaco circula a versão de que, entre os subalternos do prefeito de Sena Madureira, há muitos que o temem e pouquíssimos que o respeitam.

Outro lado

O repórter Leandro Chaves, deste Página 20, procurou a assessoria do governador para ouvir o que Gladson tem a dizer sobre o desembarque prematuro de Mazinho da aliança capitaneada pelo PP. “O governo trabalha para o povo, e não para interesses particulares”, foi a resposta.

Troco

Quem se acostumou a ler nas entrelinhas entendeu o recado: Cameli, pelo visto, está pouco se lixando para o alarido do antigo aliado. E certamente tentará dar o troco nas eleições municipais do ano que vem.

Há vagas

A turma do PSL está ávida pelos cargos que o governo federal mantém no Estado. São 130 as cadeiras disponíveis. Resta saber se o presidente Jair Bolsonaro vai atender ao pedido dos correligionários acreanos.

Eleição

Está marcada para a próxima segunda-feira, 14, a eleição da diretoria da Federação das Indústrias do Estado (Fieac). A votação ocorrerá das 8h até às 14h, na sede da entidade, na Avenida Ceará, em Rio Branco.

Postulantes

O atual presidente da entidade, José Adriano Ribeiro, tenta a reeleição. Seu adversário é o empresário João Francisco Salomão. Caberá aos presidentes dos sindicatos industriais decidir quem deverá comandar a Fieac.

Vai que cola!

O senador Sérgio Petecão (PSD) se apresenta como candidato à presidência do Senado. Sem qualquer intenção de menoscabar o parlamentar, mas suas chances de presidir a Mesa Diretora da Casa são idênticas às dos milhões de brasileiros que fazem uma aposta simples na Mega Sena.

Precaução

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), se antecipa aos eventuais transtornos causados pela enchente do rio Acre. Na próxima terça-feira, 15, na sede da Amac, ela apresentará o Plano de Contingência 2019, finalizado em uma reunião na última sexta, 11, da qual participaram, além da prefeita, o coordenador da Defesa Civil Municipal Cel. Bm. George Santos e membros do gabinete Civil e Decom.

Palavra de ordem

Instrumento de gestão estratégica, o Plano de Contingência norteia os procedimentos operacionais de assistência aos desabrigados pelas cheias. Socorro Neri determinou que todos os órgãos da prefeitura envolvidos na ação estejam alertas para garantir que a remoção e apoio às famílias funcionem com celeridade e eficiência.