MPAC traz jornalista do G1 para falar sobre jornalismo de dados

Com experiência na imprensa, o jornalista Thiago Reis é o convidado do 9º Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC). Ele é coordenador no portal de notícias G1 dos projetos “Fato ou fake” e “Monitor da violência”, e vem ao Acre falar da experiência com jornalismo de dados e checagem de fatos.

Foto: Assessoria MPAC

Além da participação no dia da premiação, Thiago Reis vai proferir uma palestra no auditório do MPAC sobre a importância do jornalismo guiado por dados para a segurança pública. O evento está marcado para o dia 12 de dezembro, a partir das 14 horas, e é voltado para membros, servidores, jornalistas e estudantes de comunicação social.

As inscrições são feitas pela internet no endereço eventos.mpac.mp.br e, no final da palestra, serão emitidos certificados pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf).

Com a temática voltada para a segurança pública e direitos humanos, a 9ª edição do Prêmio de Jornalismo vai focar na atuação do Ministério Público acreano em defesa da vida, abordando a questão da segurança pública como dever do Estado e direito de qualquer cidadão, aliada à preservação dos direitos humanos fundamentais. A cerimônia de entrega da premiação acontece na noite do dia 13 de dezembro, no buffet Afa Jardim.

O jornalista

Thiago Reis, 36 anos, é formado pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e tem especialização na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Começou a carreira na Folha de São Paulo, onde ocupou a função de repórter, chefe de reportagem e editor-assistente. Em 2009, entra no portal G1, na editoria São Paulo. Já em 2012, passa a atuar na área de produção do site de notícias, onde ajudou a implantar equipes em vários estados.

Foi no final de 2013 que começou a se dedicar a dados, ajudando no embrião do que seria mais tarde a editoria de dados do G1. Em 2017, o portal concebe o projeto “Monitor da Violência”, uma parceria entre G1, o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. A iniciativa, que é coordenada por Thiago Reis, tem o objetivo de discutir a questão da violência no País e apontar caminhos para combatê-la.

Nesse ano, o projeto venceu o Data Journalism Awards, a maior premiação do jornalismo de dados, na categoria “Escolha do Público”. Único brasileiro da lista, o projeto mapeou e apurou os 1.195 registros de mortes violentas que aconteceram durante uma semana de agosto de 2017, propondo, a partir desses dados, um panorama da violência no País.

“Reportagens guiadas por dados dão credibilidade e agregam valor. Mas há um desafio diário de aliar relevância a alcance. Eu acredito que o Monitor da Violência pode ajudar a reduzir essa epidemia que causa dor e desilusão a tantas famílias”, afirmou Thiago Reis.

Agência MPAC