Morre, aos 56 anos, Arthur Maia, referência do baixo na música brasileira

O músico Arthur Maia, referência no baixo elétrico no Brasil, morreu, neste sábado (15/12), após uma parada cardíaca. O baixista de 56 anos chegou a ser levado para a UPA Mário Monteiro, em Nitéroi, no Rio de Janeiro, mas não resistiu.

Constante em gravações e em shows de grandes nomes da música nacional, Arthur Maia trabalhou com Jorge Ben Jor, Gal Costa, Lulu Santos, Caetano Veloso, Martinho da Vila, Djavan, Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Milton Nascimento, Marisa Monte, Leila Pinheiro, Mart’nália, Seu Jorge e César Camargo Mariano.

Ao jornal O Globo, o primo de Arthur Maia, o baixista Zé Luís Maia lamentou a morte do artista. “Ele era fantástico, a melhor pessoa e músico que conheci, ele e meu pai, o luizão. E ambos faleceram com 56 anos”, afirmou.

Correio Braziliense