Marilza Foucher vai lançar o livro“Quase Poemas” em João Pessoa

A Editora Escarelas vai promover, nesta terça-feira (12), às 19 horas, n’A Budega Arte Café, Bairo dos Bancários, o lançamento do livro “Quase-Poemas”, de Marilza de Melo Foucher, uma amazonense há 40 anos radicada na França.

O título encontra explicação no comentário de Márcio Souza, ex-Diretor do Livro na Biblioteca Nacional e ex-presidente da Funarte no Rio de Janeiro, ele mesmo autor de publicações consagradas: “Os versos de Marilza, a seu modo, muitas vezes correm ao longo da fronteira em que a poesia e a prosa se olham de frente. Seus poemas registram momentos dos abalos sísmicos da política francesa e os tremores de malária da política brasileira”.

Marilza e Márcio (este último autor, entre outros, dos livros “Mad Maria”, “Galvez, o Imperador do Acre” e “O Brasileiro Voador”, com tradução francesa) foram partícipes das manifestações dos Anos de Chumbo contra a ditadura que então se implantou no País. Os brados pela liberdade, na Paris de 1968, onde ambos se reencontraram, também saíram de suas gargantas.

Graduada em Administração e pós-graduada em Geografia e Economia pela Sorbonne, Marilza fez-se jornalista depois de aposentada. Tem mais de uma centena de artigos publicados no Jornal “Mediapart-Paris” e tem colaborado, aqui, com os Jornais “Correio do Brasil” e “Brasil247”. Casada com o francês Pascal Foucher é mãe de duas filhas (Maira e Taina) e avó de dois netos (Hélio e Gabriela). Admira o poeta Thiago de Mello, de quem é prima.

Blog do Tião Lucena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *