‘Latrocínio é a principal linha de investigação’, diz polícia sobre morte de chapeiro

O jovem foi morto a tiros na última quarta-feira, 24, na Baixadas da Sobral
Por Dell Pinheiro – dell.81@hotmail.com

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), início as investigações sobre o assassinato de Raylton Assis de Lima, de 22 anos (foto) . O jovem foi morto a tiros na última quarta-feira, 24, em frente à lanchonete onde trabalhava como chapeiro, localizada na Baixada da Sobral.

De acordo com testemunhas, dois homens chegaram ao local em uma motocicleta e efetuaram os disparos.

“A tese que o motivo do homicídio seria de guerra entre facções perde força, pois Raylton não tinha passagem na polícia. Houve subtração de pertences da vítima e de clientes do estabelecimento. Nossa principal linha de investigação é o latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte”, salientou o coordenador da DHPP, delegado Rêmulo Diniz.