Juiz que prendeu PC Farias será candidato a Senador no Acre

Da redação – Primeiro juiz federal acreano e responsável pela prisão de PC Farias, chefe do esquema de corrupção do governo Collor, o hoje advogado Pedro Paulo Castelo Branco Coelho, deve ingressar na disputa eleitoral deste ano no Acre. Poderá sair candidato ao Senado. PP já foi procurado por emissários do PSL, partido do pre-candidato a Presidência Jair Bolsonaro. E avisou que está disposto a entrar na briga por uma das duas cadeiras de senador do Acre nas eleições de outubro.

“Estou propenso, estudando o convite. Quero ajudar o Acre, e sei como fazer”, diz Pedro Paulo, professor de Direito Penal e Processo Penal na Universidade de Brasília (UnB).

PP tem história no Acre. Ajudou na realização de obras como a Penitenciária de Rio Branco, Pousada do Menor Delinquente, prédio da Justiça Federal no Acre (e onde hoje funciona a Advocacia Geral da União).

Pedro Paulo foi o primeiro juiz federal acreano concursado e professor da Ufac e UnB. E teve papel decisivo na prisão do fazendeiro Darli Alves da Silva, mandante do assassinato do líder sindical Chico Mendes, em 22 de dezembro de 1988. Pedro Paulo também foi secretário de Justiça no governo Joaquim Macedo, de saudosa memória dos acreanos.