Governo entrega novos blocos de detenção do sistema penitenciário de Rio Branco

Com esta entrega, o governo de Tião Viana abre 2.200 novas vagas em unidades prisionais de todo o Acre – Fotos: Sérgio Vale

O governador Tião Viana realizou na manhã de ontem a entrega de dois novos blocos de detenção do Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde (FOC), que somam mais 400 vagas ao sistema para reeducandos.

Esta foi só a primeira etapa de entrega da ampliação do FOC, que receberá ainda mais dois blocos com outras 400 vagas até o fim do ano, num investimento de R$ 11 milhões nessa que é a maior unidade prisional do estado.

Com esta entrega, o governo de Tião Viana abre 2.200 novas vagas em unidades prisionais de todo o Acre. Já os novos blocos em Sena Madureira e em Rio Branco serão entregues até dezembro, o que elevará número de novas vagas a quase 3 mil apenas em sua gestão, dobrando a capacidade do sistema penitenciário.

Esta foi só a primeira etapa de entrega da ampliação do FOC, que receberá ainda mais dois blocos com outras 400 vagas até o fim do ano, num investimento de R$ 11 milhões

“Tudo isso é um esforço sobre-humano. Quando assumi, nosso gasto com segurança pública era de R$ 165 milhões ao ano e agora estamos fechando em R$ 507 milhões por ano. Seguimos investindo e lutando contra a criminalidade, mas também aguardando que o governo federal deixe de ser omisso e trate do combate ao tráfico de drogas na fronteira do Acre”, conta o governador.

Grande investimento

Os novos blocos entregues seguem o padrão composto por circuito interno de videomonitoramento, cela com acessibilidade, alojamentos para agentes penitenciários, solário, guarita e alambrado.

Segundo o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária, Aberson Carvalho: “Já vamos começar a ambientar, ocupar, colocar os presos separadamente e isso vai levar uma melhor qualidade tanto para o reeducando, quanto na atividade laboral do agente penitenciário. Reduzimos a superlotação e adequamos a realização do trabalho”.

Durante esta gestão, o investimento no sistema penitenciário foi de R$ 70 milhões nas obras de ampliação, compra de equipamentos e veículos. Além disso, o secretário de Segurança Pública e Polícia Civil, Carlos Flávio Portela, ressalta a valorização dos agentes que hoje têm um dos melhores salários do país e outros investimentos como o novo Instituto de Identificação e a delegacia da Cidade do Povo, que será entregue até dezembro como a maior de todo o Acre.

“Esse é um esforço pessoal do governador que depositou muita confiança no Sistema de Segurança Pública. O que estamos vendo aqui é o fortalecimento da segurança pública e do sistema prisional, perfazendo esses investimentos todos”, conta o secretário.

Agência Notícias do Acre