Em protesto inusitado, mulheres de faccionados não farão mais visitas íntimas até segunda ordem

Foto: Reprodução/Ac24horas

Um protesto inusitado deve mexer com as estruturas das Forças de Segurança nesta semana. As mulheres e familiares dos detentos do presídio Francisco D’Oliveira Conde e Antônio Amaro Alves, em Rio Branco, ligadas as facções criminosas Bonde dos 13 e Comando Vermelho, se unirão, não precisamente pelo fim da guerra pelo controle do tráfico de drogas e armas, que nos últimos anos já vitimou mais 1.400 pessoas no Estado, mas sim por uma situação que vem se tornando comum em bairros periféricos de Rio Branco: pessoas inocentes que são parentes de presos estão sendo expulsas de suas casas a base de coação e ameaça por membros de facções rivais.

A medida drástica tomada por essas mulheres é a suspensão das visitas íntimas e familiares que ocorrem durante a semana, o que pode ocasionar uma série de contratempos no Sistema Penitenciário do Acre. “Nós não compactuamos com essas atitudes de membros faccionados que vem tomando conta do nosso estado de impedir as famílias de não ter acesso de suas residências, onde a casa é algo inviolável”, disse uma das mulheres que não quis se identificar por medo de morrer.

“Esse tratamento não está sendo aceito. Temos familiares que não precisam está passando por isso. Não tem nada a ver com essa guerra onde idosos, crianças, pessoas que são da igreja, que não vivem do crime, que apenas para não abandonar o filho, sobrinho, neto, esposo e o irmão, visitam seu familiar que está ali no presídio”, argumentou.

A mulher disse que uma mobilização “diplomática” entre esposas de membros do B13 e CV ganha corpo e reuniões estarão sendo feitas nesta semana. O objetivo é cessar as visitas íntimas e familiares até que líderes resolvam entrar em um acordo para não mexer com familiares um dos outros.

O ac24horas apurou por meio de fontes ligadas familiares de presos que residem no bairro João Eduardo, em Rio Branco, tiveram suas casas marcadas por membros de facções para deixarem seus lares.

Ac24horas.com