Em ato, aprovados em concurso da PM exigem cronograma para convocação

Em suas promessas de campanha, o governador Gladson Cameli disse que chamaria 250 policiais de imediato – Foto: Alcinete Gadelha

Um grupo de aprovados no concurso da Polícia Militar do Acre (PM/AC) se reuniu, na manhã desta terça-feira (05), em frente ao Comando Geral da Polícia Militar para pedir ao governo que estabeleça um cronograma para convocação dos aprovados.

Em nota, o governo disse que reafirma o compromisso assumido com os concursados e que eles serão convocados quando as condições financeiras do estado permitirem. “As dificuldades financeiras que o Acre enfrenta exigem austeridade, prudência e diálogo com toda sociedade”, informa a nota.

Em suas promessas de campanha, o governador Gladson Cameli disse que chamaria 250 policiais de imediato.

O concurso para contração de soldados da PM aconteceu em 2017. Após quase dois anos da realização da prova objetiva, os aprovados fazem a reivindicação e dizem que houve um desgaste e querem pelo menos um cronograma.

Gabriela Maziero, de 20 anos, membro da comissão dos aprovados, diz reconhecer a situação financeira do estado. E explica que o ato se deve a tentativas frustradas de conversar com o novo governo.

“Nós estamos fazendo isso, porque não conseguimos reunião ainda com o atual governo. Tentamos de várias formas marcar uma reunião para pedir um cronograma e até agora não nos receberam”, disse.

Além disso, Gabriela diz que o grupo reconhece a situação financeira do estado não favorável. “Por isso a gente tem a compreensão de que a convocação não aconteça agora, nesse mês, ou no próximo. O que queremos é um cronograma, um planejamento que digam pra gente.”

Despesas com concurso

O concurso ocorreu em várias fases e os aprovados reclamam pelos gastos que tiveram e o tempo de espera.

Taynara Mendonça, de 28 anos, diz que perdeu o emprego, pois estava programada para a possível contratação e relata que a espera é frustrante.

“A gente não consegue se programar. Teve todo um custeio de exames e, todos os concursos anteriores, quando terminados os trâmites do concurso já havia a convocação. E nesse não. Já tem mais de um ano que encerramos todos os trâmites e ainda aguardamos a convocação”, lamenta.

Leia a nota na íntegra:

“O governo do Acre vem a público reafirmar o compromisso assumido com os concursados da Polícia Militar, para a convocação dos mesmos para o serviço público, tão logo o estado tenha condições financeiras para tal.

As dificuldades financeiras que o Acre enfrenta exigem austeridade, prudência e diálogo com toda sociedade.

Contamos com o respeito, a solidariedade e a compreensão de todos nesse momento de crise”.

Portal G1/AC