“Desonyxizar” é possível; “desmouralizar”, não

Alex Solnik

Em apenas uma semana, já estão identificados os dois principais focos de problemas do governo – além do maior deles, o próprio chefe: o vice Mourão e o chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni.

Já envolvido e réu confesso em caixa 2 da JBS, Onyx foi flagrado agora usando notas frias da empresa de um amigo para cobrir seus gastos na Câmara dos Deputados.

Outro grande gol contra foi mandar embora toda a Casa Civil sob pretexto de “despetização”. Além de promover um expurgo digno de ditaduras de Hitler ou de Stalin, ele paralisou a pasta.

Muita gente já está pedindo uma “desonyxização”.

Desde a campanha o general Mourão foi fonte de intrigas, inclusive do chefe da comunicação, Carlos Bolsonaro que o acusou, veladamente de estar interessado na morte do pai.

Ele sempre tentou aparecer mais do que lhe garante o cargo de vice, especialmente durante o período de internação do titular.

Mas o problema principal veio agora. Nenhum dos filhos de Bolsonaro, principalmente Carlos vai perdoá-lo por ter arranjado uma sinecura que triplicou o salário do seu filho, no melhor estilo do que eles chamam de “velha política”.

A pretexto de defesa da moralidade vão fazer todo o possível para desestabilizar o vice.

Mas não dá para “desmouralizá-lo”.

Jornalista

Fonte: https://www.brasil247.com