Desempenho

O governador Tião Viana (PT), ontem, 31, recorreu às redes sociais para registrar um feito de seu governo: “Mais um mês com expressiva redução dos homicídios no Acre. Obrigado às nossas polícias, meu excelente secretário Flávio e equipes”, anotou ao confrontar o número de homicídios comparando 2017 com igual período deste ano: 38 no ano passado e 28 em 2018, num percentual de 26,32%. Em Rio Branco, os números são mais expressivos: 45,83%.

Números

Ainda sobre Tião Viana, o governo do Estado depositou ontem, quarta-feira, 31, cerca de R$ 257 milhões referente ao pagamento do salário dos servidores públicos. Com isso, o governo de Tião chega à marca de 94 meses de salários pagos em dia durante sete anos, além dos 13º também pagos corretamente.

Contingente

Mais de 50 mil servidores, entre ativos, pensionistas e aposentados, fazem parte da folha de pagamento do Estado. Para muitos, mesmo com o Executivo cumprindo suas obrigações constitucionais de repasses, este é um momento de reconhecimento, já que a crise financeira e política que tem assolado o país desde 2015 fez com que vários estados não fossem capazes de cumprir seus compromissos.

Comparativo

Para ideia, nove unidades da federação estão com salários dos servidores atrasados e/ou parcelados. São eles: Amapá, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Passado indesejado

Para quem não lembra, em 1998 o Acre viveu um colapso administrativo e financeiro, com o governo passando por um total descontrole e desequilíbrio fiscal, econômico e político. Com os salários atrasados, o frágil mercado do Estado viveu um período obscuro, com pouco giro de capital, além da imensurável dificuldade vivenciada pelos servidores.

Cortes e obrigações

Outros dados: fruto da crise nacional, que reduz os repasses constitucionais, o Acre perdeu, nos últimos 50 dias, cerca de R$ 70 milhões do Fundo de Participação do Estado (FPE). Tais cortes fizeram com que o Executivo acreano perdesse mais de R$ 1,2 bilhão durante a presente gestão. Só com o complemento para o pagamento da Previdência do Estado, o tesouro dispende 40 milhões mensalmente.

Cotação da ‘bolsa’

Derrotado em sua tentativa de ser eleito para a Câmara Federal, o deputado estadual Nelson Sales (PP) está sendo apontado como futuro secretário estadual de Saúde. A informação foi comentada nos bastidores da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), durante a sessão de ontem, 31.

Experiência

Sales foi secretário municipal de Saúde do município de Sena Madureira durante duas gestões, o que o credenciaria a ocupar a pasta pela experiência adquirida.

Parcimônia

Ocorre, porém, que os nomes dos futuros secretários estaduais de Cameli estão sendo guardados a sete chaves. Apenas dois deles foram divulgados até o momento. O da jornalista Silvânia Pinheiro, para a pasta da Comunicação, e o do assessor técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE), advogado Ribamar Trindade, para a chefia da Casa Civil.

Prazo

Segundo a assessoria do governador eleito, os demais secretários deverão ser anunciados entre os dias 10 e 20 de dezembro, após concluído o levantamento feito por sua equipe de transição.

Registro

A coluna registra o recebimento do convite para a entrega de 297 títulos definitivos de propriedade aos moradores do bairro Conquista. A mensagem chega em nome do governador Tião Viana e da secretária de Habitação e Interesse Social, Janaína Guedes.

Hora, data e local

A entrega dos quase 300 títulos será nesta quinta-feira, 1º, na escola Álvaro Vieira da Rocha, na Rua do Estudante, no próprio bairro. O evento está marcado para às 16 horas.

Eleição no Juruá

O presidente da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, Romário Tavares (MDB), informou a um site do Juruá que a eleição para a nova Mesa Diretora do parlamento será realizada no dia 29 de novembro.

Desvantagem

Dos quatro nomes na disputa, Clodoaldo Rodrigues seria o favorito por ser o candidato do prefeito Ilderlei Cordeiro (PP). Acontece que Cordeiro não tem, segundo informações da coluna, a maioria no legislativo municipal. Isso significa que o resultado tende a ser desfavorável ao alcaide.

Exemplo cristalino

A começar por Romário Tavares, que alega apoiar o nome do colega e correligionário Antônio Cosmo.

Destino em jogo

A propósito, a escolha do novo presidente deverá selar o destino político de Ilderlei Cordeiro, cuja cassação vem sendo tramada pelo antecessor, Vagner Sales (MDB), responsável pela eleição do primeiro e com quem o atual prefeito rompeu.

Manobrista

Segundo informações passadas à coluna por um vereador que pediu para não ter o nome divulgado, Sales manobra nos bastidores para aprovar a deposição de Cordeiro. Outro prefeito que está na mira dele é Isaac Pianko, de Marechal Thaumaturgo, que como Ilderlei se elegeu pelo MDB e se bandeou para o PP do governador eleito.