Cine Teatro Recreio recebe mostras de filmes alternativos

Filme “Pela Janela” estará em cartaz entre os dias 1 e 7 de março, às 19h30 – Foto: Divulgação

O Cine Teatro Recreio volta a ser palco de filmes alternativos para a edição 2018 do projeto Sessão Vitrine Petrobras, que está presente em 20 capitais brasileiras, entre elas Rio Branco. Já na primeira semana de março, entre os dias 1 e 7, às 19h30, entra em cartaz o filme “Pela Janela”, de Carolina Leone.

O longa conta a história de Rosália, uma operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em uma fábrica de reatores da periferia de São Paulo. Ela é demitida e, deprimida, é consolada pelo irmão José, que resolve levá-la em uma viagem de carro até Buenos Aires. Na estrada, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana, começando uma jornada que sutilmente transformará uma parte dela mesma.

Os ingressos para as sessões custarão R$ 14 inteira e R$ 6 estudante. No Acre, a iniciativa conta com organização da produtora Yaneramai Films e apoio do governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM). Ao longo de março, outras produtoras também participam da iniciativa. São elas: Descoloniza Filmes, Inquita e Zeta filmes, entre outras.

De acordo com o coordenador da produtora local, Marcelo Cordero, a ideia é de que a cada duas semanas haja novas estreias de filmes que não circulam no cinema comercial. “Esse é um projeto que começou aqui ano passado e deu certo. São sessões com preço acessível ao público, em um local central e que faz parte da cultura do nosso estado”, diz.

Outras obras cinematográficas estão previstas a serem exibidas ao longo do ano. São elas: “Híbridos: Os Espíritos do Brasil”, “Torquato Neto: Todas as Horas do Fim”, “O Silêncio da Noite é que Tem Sido Testemunha das Minhas Amarguras”, “A Luta do Século”, e “Zama”, que teve estreia no Acre durante o Festival Pachamama.

Sobre o Cine Teatro Recreio

Localizado na Rua Senador Eduardo Assmar, no Segundo Distrito, à margem direita do Rio Acre, o Cine Teatro Recreio foi inaugurado em 1948, com o nome Cine Éden. Lá, abrigavam-se diversas apresentações artísticas que eram realizadas em Rio Branco durante o período áureo da borracha.

Considerado patrimônio histórico do Acre, foi restaurado em 1987, mantendo as características arquitetônicas originais.

Neste ano, o governo do Estado anunciou que o cine passará por outra reforma, por meio de recurso angariado de ações do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser), junto ao Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). Outros 20 espaços culturais também receberão as obras.

Agência Notícias do Acre