Bolsonaro é estratégico e quer “agitação permanente” com vídeo de teor obsceno, diz Pablo Ortellado

CONGRESSO EM FOCO | Especialista em mídias sociais, o filósofo Pablo Ortellado considera que o presidente Jair Bolsonaro adotou uma estratégia ao divulgar vídeo com conteúdo obsceno para criticar os blocos de rua no Carnaval. Para o professor da Universidade de São Paulo (USP), Bolsonaro precisa de um público em “estado de agitação permanente” para compartilhar suas mensagens, já que não dispõe do apoio da maioria dos meios de comunicação.

Para Pablo Ortellado, a forma com que Bolsonaro atacou o Carnaval tem raízes na eleição, na qual ele adotou o discurso de crítica aos partidos políticos e de defesa da família, em antagonismo aos movimentos feminista e LGBT – Foto: Reprodução

“A publicação do vídeo não é simples quebra de decoro e desrespeito à dignidade do cargo: é estratégia. Sem apoio dos meios de comunicação, Bolsonaro precisa de um público em estado de agitação permanente para seguir compartilhando, sem o que, as mensagens não se difundem”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *