Balseiros são retirados para evitar danos à estrutura de ponte na capital acreana

Restos de árvores vão acumulando nas pilares da ponte conforme o nível do rio Acre sobe – Foto: Alcinete Gadelha

Para evitar danos na estrutura da Ponte Juscelino Kubitschek, uma operação dos homens do Corpo de Bombeiros do Acre (CBMAC) e do Departamento de Estradas e Rodagem do Acre (Deracre) faz a remoção de balseiros trazidos pelas águas.

Os restos de árvores vão acumulando nas pilares da ponte conforme o nível do rio Acre sobe. O manancial ultrapassou a cota de transbordo, de 14 metros, na quinta-feira (7), e apresentou a cota de 14, 80 metros na medição das 12 horas desta sexta-feira (8), em Rio Branco.

“O monitoramento é feito há dias. Mas, ontem, quando começou a acumular, a gente começou o trabalho de retiradas, o CBMAC e o Deracre”, informa o presidente do Deracre, Ítalo César.

O trabalho é de retirada dos balseiros e também de direcionamento para que os restos de árvores não encalhem nos pilares das pontes.

O objetivo da ação emergencial é garantir a segurança das pessoas e também evitar qualquer tipo de dano na estrutura da ponte.

“Se deixar ele vai acumulando lá e pode avariar a ponte. A gente trabalha com o rebocador e as lanchas que fazem o direcionamento”, pontua Ítalo César.

Portal G1/AC