Adriano Chuva admite rendimento baixo na etapa final, mas festeja classificação do Rio Branco

Adriano Chuva marcou o primeiro gol de pênalti do Estrelão na temporada 2018 – Foto: Duaine Rodrigues

O Rio Branco garantiu a vaga nas quartas de final da Copa Verde 2018 ao empatar por 2 a 2 com o São Raimundo-RR, na noite de quarta-feira (21), na Arena da Floresta, na capital do Acre. A classificação em momento algum do confronto ficou ameaçada, contando com a vantagem da vitória por 2 a 1 no jogo de ida, em Roraima, mas o Estrelão poderia ter saído de campo vitorioso. No entanto, desperdiçou várias oportunidades e caiu de rendimento na etapa final, sofrendo pressão do adversário nos últimos 15 minutos de jogo.

Autor do primeiro gol na partida, o lateral-esquerdo Adriano Chuva reconhece que a equipe acreana não teve o mesmo desempenho durante os 90 minutos, mas destaca que o mais importante é ter conquistado a vaga na próxima fase para encarar o Manaus-AM.

– Ficou nítido que a gente teve chance de fazer um placar até maior, mas não caprichamos na última bola e isso ia dar mais tranquilidade durante a partida. 2 a 0 todo mundo sabe que é um placar muito arriscado. O time deles correu até o final, então esses 2 a 0 não significa porque o time deles buscou até o final, tanto que conseguiu empatar o jogo. Do meio pro final do segundo tempo ficou nítido que nosso time caiu fisicamente e não estava conseguindo manter a qualidade com a bola no pé, chegar com força para concluir em gol. Isso é do jogo, acontece, somos seres humanos e não robôs. Mas é comemorar porque classificar numa Copa Verde, num mata-mata a gente sabe a dificuldade que é. Independente se terminou com qualidade ou não o jogo, o importante é que a gente se classificou. Temos tempo para descansar, trabalhar, corrigir e melhor para ir forte contra o Manaus na próxima fase – avalia.

O camisa 6 alvirrubro encerrou um jejum de três cobranças de pênaltis desperdiçadas pela equipe na temporada. Antes da penalidade convertida contra o São Raimundo-RR, o Rio Branco havia perdido cobranças nas partidas contra Humaitá e Andirá, pelo Campeonato Acreano, com Mateus Oliveira e Sandro, respectivamente, e na Copa do Brasil, contra a Internacional de Limeira, novamente com Mateus Oliveira. Adriano Chuva ressalta a importância do gol para encerrar a sequência negativa de cobranças, garante que a confiança do elenco em Mateus Oliveira continua, e lembra que ainda há muita bola para rolar na temporada.

– Coisa negativa acaba atraindo coisa ruim, clima ruim. Começa a se criar aquela conversa de que não somos eficientes nos pênaltis, nas finalizações. Mas isso é conversa que vem de fora. A gente tem que estar blindado, o grupo todo. O Mateus (Oliveira) tem a nossa total confiança. Se tiver oportunidade de bater, ele vai bater e vai fazer o gol porque está trabalhando forte pra isso. Fico feliz de ter quebrado esse jejum de pênaltis errados e ter feito o que teve hoje. Agora é trabalhar. A gente deu um passo só, importante, mas sabe que tem muita coisa pela frente ainda – finaliza.

Os confrontos entre Rio Branco-AC x Manaus-AM estão marcados para os dias 7 e 18 de março. A ida deve ser disputada na capital amazonense e a volta na Arena da Floresta, em Rio Branco. Os horários dos jogos ainda não estão confirmados. Antes disso, o Estrelão tem dois compromissos pelo Campeonato Acreano. Na terça-feira (27), encara o Atlético-AC, na Arena da Floresta, a partir das 19h (do Acre). A Federação de Futebol do Acre (FFAC), no entanto, estuda a possibilidade de o clássico ser antecipado para este domingo (25). No dia 4 de março, o Rio Branco enfrenta o Galvez pelas semifinais do primeiro turno do estadual, às 18h, na Arena da Floresta.

Globoesporte.com/ac