Acreano campeão mundial de parajiu-jitsu encara maratona de competições em busca do bi

Wendell Barbosa (quimo escuro) fechou treinos no Acre nesta semana – Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Foi exatamente na etapa de Londres do Grand Slam Abu Dhabi de Jiu-Jitsu paralímpico 2017/2018, que Wendell Barbosa começou a marcar a história do parajiu-jitsu acreano. A prata na categoria M, direcionada a atletas com lesões permanentes como as que ele tem na perna e no braço, sequelas de um acidente de trânsito, foi a primeira medalha conquistada por um acreano atleta de jiu-jitsu fora do país.

Depois vieram várias outras e até ouros. Por isso, é muito importante pra ele subir no lugar mais alto do pódio no retorno à capital inglesa, agora pelo Circuito Mundial do Grand Slam Abu Dhabi 2018/2019. O acreano embarcou na madrugada desta quarta-feira (6) para a Europa.

– A gente treinou muito o que faltou. Perdi por uma falta a final, mas colocamos os ajustes. Desde o ano passado já a gente já estava ajustando meu jogo. O professor Cláudio (Peteleco) melhorou meu jogo muito. Estou há pouco tempo com a equipe e a gente deu uma evolução muito grande no meu jogo, ele conseguiu melhorar onde eu estava errando – afirma.

O treinador Cláudio Peteleco acredita que os ajustes realizados, unidos a diversificação de treinos na academia, tendo atletas de categorias superiores como companheiros de atividade no tatame, contribuíram para uma evolução das técnicas de Wendell Barbosa.

– É um cara que já tinha um treino, então a gente só tentou ajustar alguns pontos. Como aqui ele tem uma diversificação de treino bem maior, tem uns caras maiores do que ele para poder treinar, acho que isso ajudou muito com que ele pudesse ajustar o jogo pro dia a dia. Ele compete com paratletas, mas muito deles lutam nas categorias por aí de adulto – destaca.

Depois da etapa em Londres, Wendell Barbosa não retorna para o Acre. Ele vai participar de duas competições no Rio de Janeiro e segue para os Emirados Árabes, onde vai defender o título de campeão mundial de parajiu-jitsu.

– Dia 15 de abril embarco para Dubai, pro Emirados Árabes Unidos, representar o Brasil e o Acre mais uma vez, nos dias 20 e 21 de abril, que vai ser onde vou defender meu título mundial. No ano passado fui campeão e esse ano vou rumo ao bicampeonato mundial. 20 e 21 subo no tatame, forte, focado no meu objetivo, que é trazer mais uma medalha pro estado, mais uma medalha pro Brasil – diz.

Pai de primeira viagem há dois meses, ele vai ficar pela primeira vez longe da filha Ana Laura. Serão dois meses distantes, mas o campeão mundial que o esforço também é dedicado à herdeira.

– É pra ela também. Vou estar longe da minha filha. Acho que vai me dar mais força, com certeza, para trazer esse título para todo estado do Acre, pra toda população – conclui.

Globoesporte.com/ac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *